Sheilla Tavares musa olímpica 2016.

Sheilla Tavares musa olímpica 2016.

        Em época de Olimpíadas começamos a relatar assuntos referentes a mesma, como nossos anseios, favoritismo, modalidades e também sobre a beleza feminina que representam seus países.

        Porém a beleza unida ao talento, carisma e a um profissionalismo incrível, descreve na integra esta profissional que tenho maior respeito e admiração, mesmo não conhecendo-a pessoalmente, para mim é a representação perfeita da mulher Brasileira.

        A mulher que encontra tempo para todos seus afazeres, sonhos, amores e família.

        O talento é apenas mais um atributo de Sheilla Tavares.

 

Leandro Campos Alves

Junho de 2016

 biografia de Sheilla Tavares de Castro Blassioli

 

 

        Sheilla Tavares de Castro Blassioli (Belo Horizonte, 1 de julho de 1983) é uma jogadora de voleibol brasileira. Atua na posição de oposto, em clubes e na seleção brasileira. É uma das atletas mais vitoriosas da história do esporte brasileiro, vencedora de 2 medalhas de ouro olímpicas, sendo considerada por muitos especialistas, como uma das maiores jogadoras de voleibol de todos os tempos.

 

Biografia e carreira

Infância e adolescência

Filha de pais divorciados, Sheilla foi criada pelos avós desde os três anos de idade. Aos seis anos, se mudou para o bairro de Lourdes, em frente ao Minas Tênis Clube, estimulando-a a praticar esportes diariamente. Os primeiros contatos com o vôlei foram muito cedo, nas aulas de educação física no Instituto Izabela Hendrix. Em pouco tempo Sheilla já jogava no time do colégio. Aos 13 anos, incentivada pelo técnico e professor do colégio, Olyntho Nunes de Avelar Júnior, fez um teste no Mackenzie Esporte Clube.

Clubes

Após entrar no Mackenzie em 1997, as atuações no clube levaram Sheilla à primeira convocação para a Seleção Mineira juvenil. A partir daí, Sheilla defendeu o Estado de Minas Gerais em muitas oportunidades, sagrando-se Campeã Brasileira pela primeira vez em 2000. Logo foi convocada para a Seleção Brasileira Juvenil, onde foi Campeã Sul Americana e Mundial. Bernardinho abordou Sheilla a se unir ao Paraná Vôlei Clube, mas o Mackenzie vetou a proposta.

No fim do ano 2000, com apenas 17 anos, Sheilla se transferiu para o o outro time de Belo Horizonte, o MRV/Minas de Fofão e Cristina Pirv, onde atuou por 4 temporadas. Em 2002, era campeã da Superliga. Em 2004, depois de ter se destacado na equipe, Sheilla aceitou um novo desafio: atuar na Itália. Foi contratada pelo Scavolini Pesaro, uma das principais equipes da liga Italiana.

Mais tarde no Pesaro teve a companhia da ponteira da seleção brasileira Marianne Steinbrecher (Mari), e a liderança de tanto o técnico da seleção, José Roberto Guimarães, como seu auxiliar e preparador físico do time, o também brasileiro Ângelo. Foi sob o comando de Ângelo que Sheilla e Mari sagraram-se campeãs do Campeonato Italiano de vôlei e a Copa CEV na temporada 2007/2008.

Em 2008, a atleta voltou ao Brasil para defender a equipe do São Caetano/Blausiegel, juntamente com as companheiras de seleção Mari e Fofão, onde permaneceu pelas temporadas de 2008/2009 e 2009/2010. A equipe do ABC paulista ficou na 3ª colocação da Superliga em ambas as temporadas. Já na Superliga 2010/2011, com o fim da parceria do time de São Caetano com a empresa de medicamentos Blausiegel, Sheilla e Mari se transferiram para a equipe do Unilever/Rio de Janeiro, onde sob o comando de Bernardinho e junto com duas jogadoras da seleção - a líbero Fabi e a levantadora Dani Lins - foram campeãs da Superliga 2010/2011 sobre o Osasco. Na temporada seguinte foram vice-campeãs perdendo para o mesmo Osasco.

Após a final, Sheilla acertou sua transferencia para o Sollys/Osasco, onde foi campeã sul-americana e mundial de clubes, inclusive sendo eleita a melhor jogadora do Mundial.

Na temporada 2014/2015, jogará pela equipe do Vakif Bank/Stambul da Turquia.

Seleção

Quando a seleção brasileira sofreu uma crise, no início dos anos 2000, com as então principais jogadoras da seleção pediram dispensa, por problemas de relacionamento com o técnico Marco Aurélio Motta, Sheilla teve a oportunidade de disputar seu primeiro Campeonato Mundial, no ano de 2002. Mas, por contar com jogadoras muito jovens e inexperientes, o Brasil não fez um bom campeonato, amargando a sétima colocação. Com a saída de Marco Aurélio, o técnico José Roberto Guimarães assumiu o posto de comandante da seleção. Com isso, as jogadoras que anteriormente haviam pedido dispensa retornaram e a jovem seleção do Mundial de 2002 foi desfeita, deixando Sheilla de fora das Olimpíadas de Atenas 2004.

Mais tarde, em 2005, a seleção passou por uma inteira renovação, Sheilla foi reconvocada e se destacou na seleção, ajudando na conquista de todos os títulos disputados naquele ano, sendo eleita melhor jogadora em duas competições e ganhando a confiança da torcida. Em 2006, pela Seleção Brasileira mais uma vez deu show e foi bicampeã do Grand Prix e eleita a melhor jogadora do torneio. No mesmo ano, foi vice-campeã mundial, sendo a maior pontuadora do Brasil na competição.

O ano de 2007 foi o ano da decepção, nenhum título pela Seleção Brasileira, sendo o maior destaque a terrível derrota na final do Pan do Rio de Janeiro 2007 para a renovada Seleção de Cuba. A seleção ficou com a medalha de prata na Copa do Mundo de Vôlei, que classificou o time automaticamente para as Olimpíadas de Pequim.

Em 2008, Sheilla foi campeã do Grand Prix de Voleibol de 2008 e do torneio de voleibol olímpico. Nas Olimpíadas, foi a maior pontuadora brasileira, e ficou na lista das dez melhores atacantes e das cinco melhores bloqueadoras do torneio.

Depois de ganhar os Jogos Pan-Americanos de 2011, a seleção teve desempenhos abaixo da média nos outros torneios do ano e da primeira metade de 2012, se classificando para as Olimpíadas de Londres apenas na eliminatória sul-americana. Apesar de chegar desacreditada a Londres e beirar a desclassificação na primeira fase, Sheilla ajudou a seleção a chegar ao bicampeonato olímpico, sendo escolhida como Melhor Sacadora da competição. No final de 2012, foi eleita pelo Comitê Olímpico Brasileiro a Melhor Atleta do Ano, em votação popular.

Vida Pessoal

Em 20 de Abril de 2013 casou-se com Brenno Blassioli, um ex-jogador de basquete e atual técnico-assistente do Esporte Clube Pinheiros com quem namorava desde 2011.

 

Fonte: Wilkipédia

 

 Pré Lista do Tecnico ZÉ ROBERTO para olimpiada do rio.


Levantadoras


Dani Lins (Osasco)
Fabíola (Sem clube)
Roberta (Rio de Janeiro)
Naiane (Minas)

 

Centrais


Fabiana (Sesi-SP)
Thaisa (Osasco)
Juciely (Rio de Janeiro)
Carol (Rio de Janeiro)
Adenízia (Osasco)

 

Opostas


Sheilla (Vakifbank-TUR)
Tandara (Minas)
Monique (Rio de Janeiro)

Ponteiras
Natália (Rio de Janeiro)
Fernanda Garay (Dínamo Moscou-RUS)
Jaqueline (Sesi-SP)
Gabi (Rio de Janeiro)
Mari Paraíba (Volero Zurich)

 

Líberos


Camila Brait (Osasco)

O País e o Mundo.

DO SUL DE MINAS PARA A SUÍÇA

“Professor mineiro é escolhido para curso num dos principais laboratórios de física de partículas do mundo”   A seleção foi realizada pela Sociedade Brasileira de Física (SBF) e pela Escola de Física CERN, um dos maiores laboratórios de pesquisa em Física no mundo,que recolocou em...

Conheçam Caxambu MG.

POPULAÇÃO:22.208 Habitantes (2017)  GENTÍLICO : Caxambuense  LOCALIZAÇÃO: Sul de Minas  MICRORREGIÃO ; São Lourenço  PADROEIRA : Nossa Sra dos Remédios  FOTOGRAFIAS ; Com Créditos nas mesmas   Caxambu – MG é o paraíso entre as montanhas de Minas Gerais, é uma cidade...

O PROJETO MEMÓRIA DA MULHER NEGRA LONDRINENSE

    Em sua fase finall, o projeto cultural Memória da mulher negra londrinense realizou uma pesquisa sobre 40 mulheres negras de Londrina que foram importantes para o desenvolvimento social, cultural e comunitário nas 4 regiões da cidade e nos distritos através de perfil biográfico...

O Hospital de Caxambu acaba de receber a FILANTROPIA

     Estamos em FESTA! O Hospital de Caxambu acaba de receber a FILANTROPIA por intermédio da ACAPS!        O Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social na Área de Saúde (CEBAS) é concedido pelo Ministério da Saúde a pessoas jurídicas de...

EMBAIXADORES DA PAZ ENTRE AS NAÇÕES

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DOS DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS - OMDDH Signatária do Pacto Global da ONU sob o Registro n° 93551 EMBAIXADORES DA PAZ ENTRE AS NAÇÕES Projeto da OMDDH registado e credenciado no Pacto Global da ONU. VISÃO Nomear Embaixadores da Paz OMDDH para trabalho voluntário em todas...

Gaiopar

    Há algum tempo descobri a paz no cantar dos pássaros, em especial na alegria do canto dos Canários Belgas e suas plumagens.         Não queria ter um animal preso numa gaiola sem dar-lhe o máximo de conforto que o animal pudesse ter.  ...

HERÓIS DO TRAÍRA: 27 ANOS SE PASSARAM, MAS SUAS AÇÕES EM DEFESA DA NAÇÃO PERDURAM NA MEMÓRIA DE TODOS.

    Tabatinga (AM) – No dia 2 de março, foi realizada a tradicional cerimônia no Comando de Fronteira Solimões/8º Batalhão de Infantaria de Selva (CFSol/8º BIS), em homenagem aos heróis que tombaram no Destacamento de Fronteira Traíra, em 1991.     A homenagem...

Suspeitos ligados a quadrilha de ataques a bancos e tráfico são presos em MG e SP

    Segundo o Ministério Público, organização criminosa estava envolvida com ataques a bancos de Cruzília (MG) em setembro de 2018. Reprodução/EPTV  Fonte: G1 / EPTV     O Ministério Público de Minas Gerais (MG) prendeu na manhã desta terça-feira (26)...

Estação de Tratamento de Esgotos do município de Caxambu MG.

        Tenho um carinho enorme por este lugar, se eu falar muitos até duvidaram qual lugar é este.     Um lugar que é exemplo de competência e respeito à natureza, onde os profissionais que atuam neste local e em toda cidade, tem meu respeito e carinho pela...

RESTAURO DA CASA BARBOSA - LIBERDADE MG.

FOTO DA COLEÇÃO DE JCARLOS SILVÉRIO   Casa Barbosa            A Casa Barbosa hoje encontra-se em processo de Restauro devido à formação do Instituto Casa Barbosa - ICAB que em boa hora se constituiu pela Lideranças de Francisco Mendes, Maria do Carmo...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>