Rosalina Herai.

Rosalina Herai.
 
 

                Nos caminhos das Gerais, os bandeirantes desvendaram as nossas montanhas atrás das riquezas minerais, mas deixaram em seu rastro fontes de conhecimento e cultura, que hoje temos o prazer de descobrir através de seus desentendes e amantes da boa literatura.    Para representar o melhor da região e a cultura ainda cravada entre as montanhas de nossas Minas Gerais, quero apresentar o trabalho da poetiza Rosalina Herai, de Ouro Fino, uma das cidades integrantes a nossa Estrada Real.

 

Fé na vida, fé no amor

É preciso voltar ao primeiro amor
Em sua ânsia verdadeira de amar
Amar cuidando, desejando, sonhando, idealizando 
E enfim o esboço, o projeto pronto, a realidade

A realidade
É preciso a ela amar como no primeiro dia de esperança
Como na primeira chuva que caiu e viu os ramos verdes saírem do chão
É preciso voltar a amar, voltar a acreditar

É preciso sentir-se mais do que um
Sentir o coração do mundo batendo junto ao coração
Sentir a pulsação acelerada de uma grande aventura
E enfim tocar o alvo, a realização dos desejos, os céus dizendo que sim

É preciso voltar ao primeiro amor
É preciso acreditar como antes


 
Rosalina Herai

 

Quem somos


Quem sou
Um pedaço de ti
Um pedaço de todos os outros
Juntos todos de todos
Para formar cada um

Sou a luz que percorre o caminho do seu coração
Sou o pedaço de pedra que pisaste e que acolheste para completar sua morada
Sou o seu sorriso mais lindo 
Sou o abraço de um irmão

Quem sou
Quem é você
O pedaço de mim que faltava
O eco completando o vácuo
Sou você e você 
Você sou eu 
O pedaço que faltava 


 

Rosalina Herai

 

O homem- Lágrimas de Deus

Meus Deus onde tu errastes quando fez a humanidade
Era para ser a mais perfeita obra e um dia a visão e a sabedoria nela adoeceram
Olhou e nada mais viu a não ser as aparências
Olhou o que lhe parecia belo e se enfeitou

O homem olhou a cor de sua pele e achou que aquela era a cor certa
Olhou para o misticismo e encontrou a quem adorar
Esqueceu que tu eras Deus 

O homem carregou fardos e fardos
Sentou e os contou e se enchia de soberba
Fez uma coroa e colocou na cabeça

Fez leis, colocou fronteiras, até que seu chão empobreceu
Fez guerras, desaviou mares e espaços no céu
Enquanto fazia guerras na terra a vida desaparecia
Um dia o homem ficou sem nada e sem ninguém

Deus a tudo via, o insano homem destruia

Um dia tão só o homem deitou para morrer
A solidão era tanta, a fome era tanta, a sede fez seu corpo secar
Lágrimas que não tinha começou a gotejar

Não sei se era Deus, ou apenas voltava o mar
Não sei quem mandou chover do céu quase sem ar, sem azul
Piedade dos olhos de Deus caíram de um amor que jamais acabara
Assim o homem conheceu o seu eu
Era homem, não Deus, as suas próprias ações lhe mostraram

 
Rosalina Herai
 
 

Tenha a certeza que sobreviverei 
Mesmo que as fontes pareçam secar elas lá estarão
a fluir sobre a terra 
Mesmo que já não exista sol, brisa ou ventos eles lá estarão a rodear a todos e a mim
Eu sobreviverei porque assim está escrito para além da compreensão humana
Está escrito que sobreviveremos quando trazemos a chama da vida além de nós

Rosalina Herai

 

Ah se a vida quis assim
O amor nascer
Os olhos seguirem
E fazer viver

Ferida em meu interior
Sem entender
Apenas sentia
Ia aos céus
E beijava seus olhos

Doces momentos de ternura
A sorrirem para os meus dias
A flertarem com a vida
Servo depositando-a em meu coração

Rosalina Herai

Para conhecer melhor o trabalho desta minha grande poetiza, acessem os link's abaixo e boa leitura.

somenteporamor-vida.blogspot.com.br/search?updated-max=2013-11-21T16:55:00-08:00&max-results=7

greenworldblue.blogspot.com.br/

sonsquenos-fazemsonhar.blogspot.com.br/

 

Todos direitos estão reservados  a autora, conforme artigo (Lei 9610/98)


 

Escritores Convidados.

Ana Sampaio

    Ana Luiza Sampaio, reside em Belo Horizonte/MG, Brasil. Graduanda em Serviço Social e Filosofia. Certificado de “Amigos da Paz, das Artes, da Poesia e da Vida” – realização da Embaixada da Paz – CUEP, Rede Catitu, Alô Vida e Centro Cultural Lagoa do Nado, 2013 – Belo...

ALMIR ZARFEG

        Poeta e jornalista. Preside a Academia Teixeirense de Letras (ATL). É autor de mais de 20 livros entre os gêneros: poemas, crônicas, contos, novela, infantojuvenil e reportagem.Integra diversas instituições literárias dentro e fora do país. Iniciou-se na...

ALEXANDRA MAGALHÃES ZEINER

    Alexandra Magalhães Zeiner é mãe, aprendiz das letras, curadora, tradutora, professora, acima de tudo uma sonhadora. Nascida em Fortaleza, hoje cidadã do mundo, residiu em vários países quando trabalhava como pesquisadora. Desde 2012 foi adotada pela Alemanha. Tem cinco livros...

ALDIRENE MÁXIMO

Antologista, biblioterapeuta, blogueira, cronista, escritora, narradora de histórias, palestrante, poeta, professora, psicopedagoga e revisora de textos.   LIBERTADOR Libertador: Que liberta a dor:  O Amor!   PAZ Ouvindo mais  Falando menos...  Aprendendo...

ADILSON QUEVEDO

Adilson Luiz Quevedo, ficcionista, mestre em filosofia pela UFMG, trabalhou no Palácio das Artes, Biblioteca Estadual de Minas Gerais e Cine Belas Artes. Atuou na Diretoria de Ações Culturais da UFMG e no projeto Filosofia na Praça. Em 2015 publicou um livro de contos intitulado A volta ao mundo...

Isa Ma da Silva

        Maria Aparecida da Silva, nascida em Barra Mansa, RJ, no dia 21-08-51, empresária de moda e beleza, aposentada!         Estudou no Grupo escolar Henrique Zamith e Barão de Aiuruoca, divorciada, três filhos e três netos.  ...

Poeta Marcos Horto

        A Fan Page do Poeta Marcos Horto é um sucesso de visualizações, com mais de 14.000 curtidas, seu trabalho encanta com seus banners e poemas, que encantam os olhos e o coração.         O Poeta também tem seus trabalhos divulgados no...

Mariano Valverde Ruiz

        Los versos acortan distancias, continén y conocimientos, nos muestra la cultura de otros idiomas, simplemente belissiomo el trabajo de este poeta que acabo de conocer sus textos y biografía.         Enhorabuena al poeta Mariano...

Altieres Rocha

        Meu amigo Altieres, me curvo em referência aos seus versos, a coragem de expor para ajudar o próximo, a sabedoria lírica dos versos, o mostrar da paixão desnuda de uma alma pura, a superação em pessoa e versos.         Parabéns...

Isaías Medina López

        Hoje a literatura não tem mais fronteiras, idiomas e separação de gêneros.         Território é a representação dos limites geográficos de nações, porém o talento literário rompe estas barreiras e nos presenteiam com amizades de...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>