Os Lusíadas de Camões não é mais o maior poema épico mundial da literatura Portuguesa.

Os Lusíadas de Camões não é mais o maior poema épico mundial da literatura Portuguesa.

        A Literatura Portuguesa é agraciada com mais um poema épico que quebra o recorde de mais de quinhentos anos de soberania. Com uma estrutura diferente do poema Os lusíadas, o poema “O Viajante” do Poeta e Escritor mineiro Leandro Campos Alves, hoje já pode ser considerado o maior poema da atualidade da literatura Portuguesa, com mais de 10.800 versos, “O Viajante” vem para acrescentar a literatura mundial, com uma estrutura livre e com várias crônicas expressivas em versos, o poema é narrado pelo interlocutor que nos leva a rir, chorar e se emocionar pelas linhas deste poema.

        O escritor mineiro portador de uma deficiência conhecida por Dislexia, no início não imaginava o poder de seus versos, e nem o tamanho de sua ousadia.

        Com um enorme respeito pelo poeta Camões, ele deixou claro no final de seu livro a difícil decisão das Academias de Letras e dos órgãos regulamentadores destes recordes, mas já é visível e inquestionável que o poema “O Viajante “  é o maior poema mundial da atualidade, quebrando o recorde absoluto que dura mais de quinhentos anos dos Lusíadas.

 

        Conheçam a conclusão desta obra prima que poderá entrar na história, como o maior poema mundial da literatura portuguesa.

 

Versos finais da obra.

 

...Os versos contam por si,

as estrofes somam em si,

e eu?

Vou ficando por aqui.

 

 

Agradecendo a Deus a oportunidade,

e a sensibilidade,

que por inspiração,

Ele me presenteou com esta narração.

 

Aos amigos me despeço,

aos familiares agradeço,

a vida marco meu espaço.

E a todos,

deixo meu forte abraço.

 

Carinhosamente:

Assino por Viajante amigo.

Este que esteve contigo,

narrando. 

Emocionando.

Sorrindo ou chorando.

 

Mas com a certeza,

de deixar para a literatura,

a amarga e gostosa  decisão,

de ver qual a maior narração.

Do poema épico em questão.

 

Estilos bem diferentes,

mas o que é procedente,

a questão do versos e estrofes,

que compõe a obra referente.

 

Dez cantos canônicos,

compõe o poema centenário.

Que admiro e respeito.

Mas este grande feito,

agora pode ter ao seu lado,

outro poema narrado.

 

O viajante nasce,

para acrescentar na literatura.

esta minha humilde aventura,

de entrar para a história,

com o trabalho cheio de oratória,

me deixa em graças e louvor,

agradecendo a Deus Nosso Senhor.

Amém.

 

 

Páginas: 413 – 414 – 415 do livro o viajante.

 

Se um recorde é feito por versos, realmente não há como negar, o recorde foi quebrado em 2017.

 

Conheçam a biografia deste escritor mineiro que foi inspirado por Deus para compor tamanha obra literária.

 

Leandro Campos Alves, natural da cidade mineira de Liberdade, cidade situada nas altas terras da Mantiqueira mineira.

Filho de Sebastião Raimundo Alves e Maria Vanda Campos Alves, teve seu nascimento marcado pelos primeiros obstáculos da vida, pois o parto que começou na tarde de uma sexta feira 30 de junho de 1972, só terminou no anoitecer do domingo 02 de julho de 1972.

Retirado com fórceps resistiu a vida, mas logo nos primeiros anos viu que algo não era normal, ele apresentava certa dificuldade em falar e andar. Após muitos esforços de seus pais, o menino dava seus primeiros passos e murmurava suas primeiras palavras.

Na época de iniciação escolar, a diretora da escola que o menino estava para se matricular, foi enfática em afirmar que o jovem deveria ser matriculado em uma escola para crianças especiais, pois por falar errado, trocando as letras ele iria atrasar o desenvolvimento dos outros alunos.

Após muita luta de sua mãe e o apoio de uma professora primaria que veio a ser sua primeira professora de alfabetização, o jovem passou por uma avaliação com uma psicóloga, só após a avaliação sua matricula efetuada.

Iniciou seus estudos na Escola Estadual Professor José Estevão em Liberdade, e a partir do ensino médio foi aluno na Escola Estadual Frei José Wulff, onde sofreu a sua reprovação na matéria de Português, pois a troca das letras eram normais em suas anotações e avaliações.

Anos mais tarde descobriram que o jovem era portador de uma deficiência chamada de dislexia, até então desconhecida na década de oitenta. Pois a dislexia é uma deficiência de transtorno genético de linguagem que, estima-se acometer até 17% da população do mundo, pois os disléxicos tem dificuldade de aprender a ler e a escrever porque confundem os sons de algumas letras, ele tratou de vencer estes obstáculos.

Em 1991 formou com Técnico em Contabilidade, que lhe deu o direito de lecionar no antigo supletivo, também no ensino “técnico de contabilidade” nas matérias de “economia” e “matemática financeira”.

                Foi funcionário da extinta Telemig, e logo após entrou na Companhia de Saneamento do estado de Minas Gerais.

                Casado e pai de dois filhos, além de sua cidade natal foi morador de Pouso Alegre e Carvalhos e Caxambu, todas cidades do estado de Minas Gerais.

Irmão da Poetisa Deuseli Campos Alves que foi a sua inspiração para a leitura, encontrou no world a ferramenta para arriscar-se no meio literário.

Após os quarenta anos de vida, surgiu os primeiros trabalhos e prêmios literários.

Membro correspondente da academia de letras de Teófilo Otoni, foi padrinho da primeira antologia estudantil do país, as “Antologias Liberdade dos Poetas I e II”, na qual toda editoração e custeio com registros das obras foram feitas por ele, não gerando nenhum custo para os alunos participantes das antologias.

Foi jurado do concurso de poesias de Aiuruoca e em 2014 a 2016 foi colunista literário do portal Divulga Escritor

               

Obras Publicadas:

 

09/2013 - Romance “Instinto de Sobrevivência

02/2014 - Lançou o poema épico “O Lamento de José”.

02/2015 - Publicou o livro de poemas e crônicas “Metáforas da Vida”.

03/2016 - Publicou o livro de bolso, “Sonhos”.

01/2017 - Publicou seu segundo livro de bolso “Revelações”.

07/2017 - Publicou o livro “O Viajante” com 2.022 estrofes e 10.875 versos.

 

Organizador das Antologias:

 

10/2015- Organizou sua primeira “Antologia Liberdade dos Poetas”.

10/2016 - Organizou sua segunda antologia “II Antologia Liberdade dos Poetas”.

 

Participações em Antologias:

 

01/2014 - Participou da Antologia “Além do Olhar”.

11/2014 - Participou da Antologia “Nasce um Poeta”.

06/2016 - Participou da Antologia “Poesias Sem Fronteiras”.

07/2016 - Participou da Antologia Poetas Fazendo Arte “Nas Gerais”.

11/2016 - Participou da Antologia “Justiça e Igualdade Social”.

02/2017 - Participou da Coletânea “Exercício Poético com Imagem”.

12/2017 -Participou da Antologia de Poesia e Prosa “Escritor Marcelo de Oliveira Souza”.

 

Trabalhos Acadêmicos:

 

11/2015 - Participou “13ª Revista Literária Café-com-Letras” pela academia de letras Teófilo Otoni.

11/2016 - Participou da “14ª Revista Literária Café-com-Letras” pela academia de letras Teófilo Otoni.

09/2017 - Participou da Coletânea “IMORTAIS” publicado pela Academia de Letras do Brasil – ALB.

12/2017 – Participou “15ª Revista Literária Café-com-Letras” pela academia de letras Teófilo Otoni.

 

Trabalhos internacionais:

 

09/2017 - Participou da 27ª Antologia Logos da Fênix, E-book publicado em Lisboa – Portugal.

 

Jornais e Revistas:

 

04/2014 - Participou da Revista Literária da Lusofonia – Divulga Escritor

01/2014 - Participou de uma nova reportagem para Revista Gota D’água.

09/2014 -Participou da entrevista para o portal Literatura entre Amigos, São Paulo, Capital.

10/2015 - Artigo publicado no Jornal Correio do Papagaio - edição 894.

12/2015 - Artigo publicado no jornal Correio do Papagaio – edição 903.

12/2015 - Artigo no Jornal Panorama - edição 1180.

05/2016 - Publicação no jornal Correio do Papagaio edição 923.

09/2016 - Artigo publicado pela Revista Literária da Lusofonia – Divulga Escritor, edição 22 – ano 2016.

12/2016 - Artigo no jornal Panorama - edição 1394.

09/2017 - Artigo publicado no jornal “Tribuna Liberal” de Sumaré edição 7.285.

 

Premiação literária:

 

06/2016 - Foi finalista do “XII Concurso Literário Poesias sem Fronteiras”.

09/2016 - Recebeu a “Menção Honrosa” pela Academia de Letras de Teófilo Otoni, AMOR VINCIT OMNIA, pelo décimo segundo lugar no I Prêmio Literário Gonzaga Carvalho.

10/2016 - Finalista do “III Concurso Internacional – Justiça e Igualdade Social”.

12/2016 - Finalista do “XXV concurso internacional de poesias Augusto dos Anjos”, promovido pela Academia de Letras de Leopoldina.

12/2016 - Recebeu da Prefeitura Municipal de Liberdade - Adm. 2013/2016 a placa de agradecimento Literário pelo projeto das “Antologias Liberdade dos Poetas I e II”.

09/2017 - Recebeu a “Menção Honrosa” pela Academia de Letras de Teófilo Otoni, AMOR VINCIT OMNIA, pelo quinto lugar no II Prêmio Literário Gonzaga de Carvalho.

08/2017 - Participou da “Coletânea IMORTAIS” – pela Academia Brasileira de Letras do Rio de Janeiro, lançado no auditório do Hotel Copacabana Palace.

11/2017 - Foi autor Destaque Literário pela Academia Internacional de Artes, Letras e Ciência - A Palavras do Século 21 - ALPAS 21 -  com a poesia “Um Dia eu Amei”.

12/2017 – Finalista no V Prêmio Literário “Escritor Marcelo de Oliveira Souza”

 

Menções:

 

03/1990 – Menção no Livro “Reflexos”, lançado pela poetisa Deuseli Campos Alves, em Liberdade Minas Gerais.

06/2014 – Menção de agradecimento no livro “Manuseio de Amar Você” da poetisa Luciana Biachini.

10/2015 – Menção de agradecimento no livro “A Alma de Antonia” da poetisa Antonia Albuquerque.

05/2017 - Menção de agradecimento no livro do escritor paulista Leonardo Rossi “O Canto dos Contos”.

04/2016 - Menção de agradecimento no livro “Versos sem Destino”, da poetisa Luciana Biachini de Uberaba.

01/2018 – Menção no Livro “Condomínio Em Imóveis Rurais e Suas Consequências Jurídico-Sociais: Uma Análise Crítica”, lançado pelo escritor Dehon Campos Alves, através da editora “EDITAR”.

 

Destaque:

Em 2017 entrou com processo de reconhecimento no RankBrasil do livro “O Viajante” como o maior poema Épico da atualidade, superando “Os Lusíadas” de Camões que detém este título por mais de meio século.

 

Site oficial: Escritor Leandro Campos Alves.com

 

Recorde reconhecido oficialmente pelo livro dos recordes.

Notícias Diversas.

Acho que Jorge Amado estaria orgulhoso do texto da filha Paloma !

Crônica de Domingo, 6 de janeiro de 2019, publicada na sexta,    4: Princesas, príncipes e as crianças sem cor do Brasil.   "Há 83 anos, meu pai, o escritor Jorge Amado, publicou seu quinto livro. Ele tinha apenas 23 anos. O romance “Capitães da Areia” retratava a vida dos meninos de...

Aluna do Colégio Dom Bosco de Americana é premiada em Curitiba

  A jovem Alyssa Tomiyama, de 10 anos, aluna do Colégio Dom Bosco Americana - SP, foi premiada em 3 categorias do “MGT – O Encontro”, em Curitiba-PR.   Durante os três dias de evento, aconteceu uma mostra de talentos para os principais profissionais da moda, cinema, TV,...

Emadilson de Jesus - professores que fazem a diferença

    Graduado em Letras, pós-graduado em Ensino de Língua Espanhola “lato sensu” e também Escritor (Poeta membro do Clube do Poeta Sul da Bahia e Membro Correspondente da Academia de Letras de Teófilo Otoni em Minas Gerais), com seis livros e dois artigos acadêmicos lançados pela...

Solidariedade é tema de série de livros

Aos 11 anos, a estudante Clara Luz Hermida lança “A loja de doces da Clarinha” na Oficina Cultural Clara Luz Hermida é uma menina que não tem luz no nome por acaso. Aos 11 anos, desde os 8 anos tem um engajamento um tanto incomum para crianças na sua idade. “Não posso ver ninguém sofrendo que...

30º Concurso Literário Internacional de Poesias, Contos e Crônicas

Informações: a) Poesia, Conto e Crônica.   Premiação: I) Edição em Coletânea Internacional   Prazo: 1° de Março de 2019   Autora homenageada Ieda Linck   Informações   Tema livre Idiomas: português, espanhol, francês e italiano Inscrições até: 1° de...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>