Oração de súplicas à Nação.

Oração de súplicas à Nação.

Peço a Deus compreensão,

para ver tudo diferente.

Peço a Deus mais compaixão,

para não julgar nossa gente.

 

Peço a Deus misericórdia,

pelos erros da História,

pela morte da memória,

de Jesus em oratória.

 

Peço a Deus clemência,

pela falta de prudência,

ao esquecer a existência,

de Sua plena onipotência.

 

Peço a Deus perdão,

por trazer nesta oração,

a súplica deste cidadão,

que sofre por antecipação.

 

Peço a Ele suas bênçãos,

para levar a todos anciões,

a sabedoria do evangelho,

que só tem os mais velhos.

 

Peço a Deus sua presença,

para criar em nossa crença,

a certeza de um dia,

viver em harmonia.

 

Pai eterno, Senhor da criação,

abençoe nossa Nação,

que está sem direção,

envolto em corrupção.

 

Poema: Oração de súplicas à Nação.

Autoria: Leandro Campos Alves

Registro E.D.A.

Foto: A raiz da corrupção brasileira

 

Todos os direitos são reservados ao autor, conforme lei (9.610/98).

 

Meus Poemas.

Soneto Tempo

O tempo abranda a dor, cura o corte, cicatriza as lembranças, acalenta a morte, nos enche de esperanças.   O tempo abranda o passado, cura a ferida, apaga o que era errado, harmoniza o presente da vida.   O tempo é o único remédio, que abranda a desilusão, e faz renascer uma nova...

Declarações.

  Se um dia eu amei... Se um dia te conquistei... Digo a ti amor eterno, que minhas declarações são simples palavras, e não mostram o tamanho de meu sentimento.   Como frases jogadas ao vento, elas percorrem espaços, territórios e sonhos. Voam nas asas das promessas, mesmo assim, não...

Noites eternas.

  O silêncio da noite na cidade não será mais o mesmo. As ruas não terão na madrugada, o sons de seus passos solitários. A noite não trovoará a voz da sua amizade. O cambaleio do solitário sonhador, não terá mais sua maestria.   Nossas noites ficarão mais frias, as lembranças serão...

Fogão a Lenha.

Foto arquivo pessoal Gisele C. de Souza   Lembro claramente, daquele fogão de lenha. vermelho reluzente, com chapa negra e bem quente. Sua fumaça sai calmamente, pela chaminé que ficava a sua frente.   Construído sobre o chão liso, verde era a cor daquele piso.   Em pé ao seu...

Despedida.

Sonhei com a morte, acordei para vida. Vi sonhos morrerem com tempo, mas vi o tempo ressurgir em mim.   Com pensamento sempre no futuro, esqueci de viver o presente. Passei a sonhar com o passado, e a vida? Simplesmente passava.   Vi amigos partirem, vi a morte de perto, e...
<< 3 | 4 | 5 | 6 | 7 >>

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!