O que é o amor?

O que é o amor?

foto pixabay dominio publico

 

 

 

Dizem que amar é sentir o palpitar galopante do coração do parceiro na hora do apogeu.

O apogeu do clímax da paixão.

Com os corpos suados,

lábios molhados,

as pernas bambas,

e a respiração descompassada,

e nossa alma descansada.

 

Mas ao contrário do que diz o coração,

amar não é apenas sexo.

Luxuria, cheiro e tesão.

 

Quando ficamos a bailar nos braços um do outro,

em caricias e afagos melados,

jogando roupas e palavras para todos os lados.

Imaginamos que estamos amando.

 

Porém ao sair daquele momento,

e deixar o prazer acalmar,

o coração diminuir seu palpitar,

e as palavras calarem.

E espaço para nossa razão começar a falar.

Compreendemos que muitas vezes apenas viramos para o lado e dormimos,

ou quem sabe nem isso...

Apenas ignoramos nossos sentimentos e saímos.

 

Vestimos peça a peça a roupa que ficou espalhada pelo chão,

 sem lembrarmos-nos da paixão,

 dos beijos e abraços.

Deixamos a parceira sem ver o que sente seu coração.

 

 Saciado pelo ato,

de amar ou do pecado.

Damos as costas e partimos,

e isso é um fato.

 

Quanto o amor nasce o tesão morre.

Mas e com o desejo, o que ocorre?

 

O que é o amor?

Palavras, luxúria, desejo ou excitação.

Ou apenas momentos de prazer,

entre a relação dos seres humanos.

Que se esquece de sentir o que fala o coração.

 

A relação passa em minutos,

o êxtase dura apenas alguns segundos.

E o amor?

Será que é apenas uma tapinha na bunda,

um beijo corrido,

e um até amanhã que nunca chega?

 

Desejo, amor, sexo ou paixão,

quiçá podemos dizer?

Que é parte da própria desilusão?

 

A marca do desejo mostrado na cama,

lençóis desarrumados,

corpos despreparados,

roupas penduradas e espalhadas.

E nossos sentimentos dês-ritmados.

 

E no amanhã o desencontro,

sexo apenas sexo.

Este é o amor que hoje vivemos?

Ou sempre foi assim,

e nunca percebemos?

 

Amor, o que é o amor?

 

Meu peito arde de dor,

minha razão dormente me ignora,

mas sei,

que amar é mais que podemos dar.

 

Amar é o complemento da excitação.

É o conjunto da paixão.

É o sentimento morto no passado,

que acho necessário,

tê-lo no peito ao acordar.

Do lado da mulher,

que um dia me fez sonhar,

chorar, sorrir e amar.

 

Amar, apenas Amar...

Leandro Campos Alves.

www.clubedeautores.com.br/book/181600--Metaforas_da_Vida#.VwWWN_krLIU

 
Número de páginas: 103 

Edição: 1(2015) 

Formato: A5 148x210 

Coloração: Preto e branco 

Acabamento: Brochura c/ orelha 

Tipo de papel: Offset 90g
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Meus Poemas.

Acróstico Jesus Cristo.

Acróstico Jesus Cristo.   J – Juro a ti senhor meu Deus, E – esperar nos conselhos Seus, S – sabedoria e discernimento, U – unção e conhecimento; S – Sois a salvação a qualquer momento.   C – Com joelhos prostrados, R – rogo a Tua paz aos desesperados, I – inquieto pelos seus pecados, S –...

Acróstico Caxambu.

C – Curvo a sua majestade, A – augusta cidade, X – xodó das Gerais, A – amor dos maiorais, M – menina das hidrominerais, B – belas são suas fontes naturais, U – únicas, vulcânicas e medicinais.   Acróstico Caxambu Leandro Campos Alves. Biografia  

Referência Masculina.

A soberania absoluta, se faz com homens de fé. Que tem por trás da labuta, a figura de uma grande mulher.   Parabéns a todas as mulheres por fazerem parte de nossa história. 08 de março, dia internacional da mulher.   Poema: Referência Masculina Leandro Campos Alves. Março...

Feliz 2019.

Neste ano que se inicia, em nome do Nosso Senhor. Desejo-te paz e alegria, saúde, sabedoria e amor.       Leandro Campos Alves 2018

Oração de súplicas à Nação.

Peço a Deus compreensão, para ver tudo diferente. Peço a Deus mais compaixão, para não julgar nossa gente.   Peço a Deus misericórdia, pelos erros da História, pela morte da memória, de Jesus em oratória.   Peço a Deus clemência, pela falta de prudência, ao esquecer a existência, de Sua...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>