O PROJETO MEMÓRIA DA MULHER NEGRA LONDRINENSE

O PROJETO MEMÓRIA DA MULHER NEGRA LONDRINENSE

    Em sua fase finall, o projeto cultural Memória da mulher negra londrinense realizou uma pesquisa sobre 40 mulheres negras de Londrina que foram importantes para o desenvolvimento social, cultural e comunitário nas 4 regiões da cidade e nos distritos através de perfil biográfico mesclado à memória do bairro e região e da própria cidade.

    A proposta é contribuir com a memória da cidade por meio do resgate das histórias de mulheres simples, trabalhadoras, artistas amadoras e que estiveram fora do foco da história e da mídia ao longo do desenvolvimento de Londrina.

    O projeto buscou informações na comunidade, com estudiosos e apoio do NEAB/UEL, Movimento Negro e Assessoria Especial para a Igualdade Racial.

    Encontramos mulheres e familiares entusiasmados em falar e muitos tímidos também, fruto de uma história que nunca deu atenção e relevância às mulheres, negras e pobres com suas trajetórias de vida: trajetórias impares e generosas!

    Em data ser divulgada será lançada uma revista de 20 páginas com um resumo do conteúdo levantado. Os exemplares serão divulgados entre familiares das mulheres pesquisadas e também em espaços de cultura e educação (como Vilas Culturais, centros culturais, UEL, Faculdades e etc...).

    A proposta patrocinada na modalidade de bolsa pelo PROMIC além de ser cultural, passa pelos contextos social, educativo e de defesa da memória da mulher em Londrina e também contribuir com a aplicação da Lei Federal 10.639/03, cultura de matriz africana além de registrar o movimento e a importância da luta das mulheres negras em Londrina, nos últimos 40 anos e dar visibilidade a estas histórias e biografias. Maria Helena de Oliveira, 75 anos é a proponente do projeto.

 

Canal no youtube com vídeos:

www.youtube.com/channel/UCeEh9BF56kSJOu0Ff_DmyFg

 

Contatos: aquitemlivro@bol.com.br

Fonte: Release em arquivo

O País e o Mundo.

Bar do Miguelzinho em Itamonte

    Os amigos que estão em viagem do Estado do Rio de Janeiro para ao sul de Minas, ou, aqueles que fazem o caminho inverso passando pela rodovia 354, quero carinhosamente indicar no quilômetro zero, a sua parada obrigatória.     O Bar do Miguelzinho.  ...

FAGNER x BOLSONARO

No início de junho de 2019, assisti a uma entrevista do consagrado compositor e cantor RAIMUNDO FAGNER e Pedro Bial (apresentador de aquele programa arcaico e sem graça, chamado Big Brother da Rede Globo). FAGNER discutia a Lei Rouanet, política, eleições, entre outros assuntos. Lembro-me de que...
<< 1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>