Coletânea Internacional Malabarista do Tempo.

Coletânea Internacional Malabarista do Tempo.

Autor homenageado

José Hilton Rosa

Editora GAYA – Alpas21

Sumário

 

Apresentação

Conselho editorais para publicações literárias e cientificas

Resultado do 30º Concurso Literário Internacional de Poesias, Contos e Crônicas.

 

Poesias.

 

Adão Wons

Adail Alçencar

Aglaé Machado de Oliveira

Alberto da Costa

Alexandre Meyr

Alfredo Nogueira Ferreira

AnaStoppa

Antônio Galvão

Arlinda Mathias

Armênio Oyarzabal

Auri Antônio Sudati

Benedito Pereira

Bermadete Saidelles

Betta Oliveira

Carolina Vanesa Rosas

Carlos Vicente Fagundes do Amaral

Cecilia Pires

Celso Henrique Fermino

Clau Mendes

Claudio Rogério Trindade

Condorcet Aranha

Cristina Maria de Oliveira

Daciur Amaro dos Reis

Dalvina Ebling

Diana Balis

Edmar Leal

Edson Ricardo Paiva

Edvaldo Rosa

Elizabeth Cantarelli

Eva Maria Martins Viégas

Eva Vieira Vieira

Fabiana Rosa

Fabiane Rodrigues da Silva

Franscisco Ferreira

Francisco Loss Dossa

Gaitano Antonaccio

Gisele da Rocha

Helena Heloísa Manjourany Silva

Iolanda Botelho Borba

Irene Fernandes dos Santos

Isabel C.S. Vargas

Isaura Luiza Donati Linck

Jaquelini Fiuza

João Cesar Flores

João Riel Manoel  Hübner Nunes Vieira Telles de Oliveira Brito.

José Aldomar de Castro

José Hilton Rosa

Jussara Gabin

Jussara Zanatta

Leandro Campos Alves

Leonir Lurdes Batista

Livio Birnfeld

Liz Rabello

Luis Henrique Mignone

Luiz Alberto de Souza Pedroso

Mara Pittaluga

Marcos de Andrade

Maria Bernadete de Lima

Maria Lefèvre

Maria Teresa Freire

Mariano Errecar

Márcia Erichsen Teston

Mariza Nonohay

Marlene Cerviglieri

Mauricio Antonio Veloso Duarte

Miguel Ãngel Duarte Lopes

Miguel José da Silva

Neusa Canabarro

Nilvani perpétua

Nurimar Bianchi

Orlando Sampaio Silva

Paulo Oliveira Caruso

Priscilla Keitel

Rejane Bonadimann Minuzzi

Rita Guedes

Rosa Maria Soares Bugarin

Rosi Capelari

Rozelia Scheifer Rasia

Silvio Parise

Sônia Holme Vieira

Susy Rodrigues

 

Contos

 

Aglaé Machado de Oliveira

Alexandre Meyr

Álvaro de Almeida Leão

Angela Veríssimo

Antônio Carlos Bueno

Aristides Dornas Júnior

Carmen Gomes

Coracy Bessa

Darcy Pinheiro

Eliana Machado

Eloísa Pereira de Alcântara

Erika Lourenço Jurandy

Eurípedes Rodrigues da Costa

Gilda Camargo Silva

Iolanda Botelho Borba

Iran de Lima

Ivanilde Moraes de Gusmão

Janne S. Duarte

João Cesar Flores

Maurício Bugarin

Maria Apparecida Sanches Coquemala

Maria Beatriz Costa Mecking

Maria da Conceição Correia

Nilvani Perpétua

Rodrigo Feio Dias

Rozelia Sheifler Rasia

Ruben Bittencourt

Teresinha Couto

Zeli Scheibel

 

Crônicas

 

Adriano Luís Turelli Spezia

Alfredo Nogueira Ferreira

Armênio Oyarzabal

Dhiogo J. Caetano

Elaine dos Santos

Elizabeth Remor Krowczuk

Eva Maria Martins Viégas

Fátima Mardini

Flávio Luiz Pansera

Glaura Hilário Brockstedt

Hazel de São Francisco

Jones Moraes

José Aldomar de Castro

Lourdes Dallacosta

Luciene Rroques

Maria Lêda Lóss dos Santos

Odair Alonso

Odenir Follador

Patrícia da Rocha

Paulo Timm

Rosi Capelari

Ségio Olímpio Viégas da Silva

Sônia Lúcia de Souza Gomes

Teresinha Couto

Valdo Barcelos

Vera Salbego

Viviane Mendonça

 

Artigos

 

Dânae Rasia da Silva

Carla Rosane da Silva Tavares Alves

 

Gabriel Nogueira Wink

Maria Aparecida Santana Camargo

Ieda Márcia Donati Linck

Rosane Rodrigues Felix

Vânia Maria Abreu Oliveira

 

Ieda Márcia Donati Linck

Luciana da Silva de Castro

Maria Aparecida Santana Camargo

Marlei Manovani

Silveira

 Sandra Bernarda Mantovani

 

Jaquelini Fluza

Rômulo Seitenfus.

 

ISBN – 978-85-93147-36-4

 

 

As Mãos que Afagam.

 

São minhas aquelas mãos.

As mãos que afagam o seu sono,

que segura e protege seu tombo.

 

São minhas aquelas mãos.

As mãos que apoiam seu caminho,

que acalenta seu coração,

que te dá o porto seguro,

mostrando qual é a sua direção.

 

Filho pequeno ou grande,

são minhas aquelas mãos.

Que te acolhe por onde você ande,

e se fecha em oração,

pedindo pra ti proteção.

 

São minhas aquelas mãos.

As mãos que lhe dá o pão,

são as mesmas que lhe dá correção.

Deixa-nos também na tristeza profunda,

por corrigir a nossa criação.

 

São minhas aquelas mãos.

Que a noite te abençoa,

no gesto de devoção;

pedindo a Deus criador,

sua vigília em proteção. 

 

São minhas aquelas mãos.

Que se une a voz a trovar,

para entoar graças ao pai,

enquanto te ponho a ninar.

Agradecendo com muito amor,

por ser teu protetor.

 

São minhas aquelas mãos.

Pois se palavras um dia faltar,

são elas que vão lhe mostrar,

que por onde tu andares,

nunca vou deixa de ti amar.

 

São minhas aquelas mãos.

Que doa a ti toda segurança,

minha eterna criança.

São minhas aquelas mãos...

 

 

As Mãos que Afagam.

Leandro Campos Alves 

Página 95

Antologias

17ª Revista Literária Café-Com-Letras, Palavra Espelho de Emoções.

Café - com - Letras Revista Literária da Academia de Teófilo Otoni   Nº 17  DEZEMBRO/2019 Publicação anual ISSN 2317-7985   ACADEMIA DE LETRAS DE TEÓFILO OTONI Fundada em 20 de dezembro de 2002 Rua Manoel Dantas, 230, sala 04,  Grão Pará 39800-175 Teófilo Otoni – Minas Gerais...

100 Melhores Poetas Lusófonos Contemporâneos 2019

“Literarte”   Sumário   Grandes nomes da Literatura Brasileira Adélia Prado Ariano Suassuna Carlos Drumond de Andrade Cecília Meireles Clarice Lispector Cora Coralina Ferreira Gullar Hilda Hilst João Cabral de Melo Neto Jorge de Lima Manoel de Barrops Manuel Bandeira Mario Quitana Paulo...

Coletânea 50 Vozes poéticas do Brasil

Coletânea 50 Vozes poéticas do Brasil   Autores desta edição BIBLIO editora   Homenagem desta edição: Rozelia Scheifler Rasia   Ailton Salgado Rosendo Albertino Fachin Dias Aldair Lucas Carvalho Aldo Cesar Ribeiro Carpinetti Alessandro Lopes Silva Ana Cláudia Matos Krul Ana Márcia de...

Agora eu sou: Contos e Crônicas da Superação eBook Kindle

Sinopse: A Senhora da Chuva (Miranda May) O barulho das gotas de chuva – as últimas gotas de uma tempestade arrasadora – faz-se ouvir nas lages da calçada (como música para meus ouvidos inquietos). O fim de uma tormenta, as últimas gotas d’água sulcando a alma. Quantas chuvas eu já chorei?! Nem me...

Coletânea Internacional Paraty

Coletânea Internacional Paraty Editora Gaya ALPAS21 Organizadora Rozelia Schefifler Rasia     Resultado do 30º Concurso Literário Internacional   Prefácio Conselho editorial para publicações literárias   Poesias   Aldo Nora Ana Janete Pedri Angela Monteiro Ant^nio...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>