Luciana Biachini.

Luciana Biachini.

 

Recanto das Letras por Luciana Bianchini
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
 

         Alguns poetas constroem seus poemas, mas outros são os poemas que constroem os poetas. Porque o poeta traz seus sentimentos revelados em  palavras que surgem de sua alma, e assim nascem os seus poemas, por inspiração.  Com o dom da sensibilidade feminina, apresento a Poetiza Luciana Bianchini, de Uberaba. 

 

        Um dia refletindo seus sonhos, Luciana desnudou sua alma e nos falou.

        Quero alcançar todos os sonhos ainda que não realizados alegra as pessoas com pequenos poemas, fazerem assim se alegrarem e interagirem. Talvez agora é que Deus está me mostrando para onde devo ir e seguir. Então estou seguindo teus passos. Fico feliz de aqui neste espaço, mostrar um pouquinho de mim, dos meus pensamentos que não param, atravessar talvez lacunas, que ainda faltam preencher em minha vida. Obrigado, Beijos Ternos.

 

Conheçam alguns de seus trabalhos.

 

*SEMEANDO AS FOLHAS*

A luminosidade do abranger,
infiltra como cintilante, a se
fartar do pequeno livro a
semear. 

Banhando-se da intensidade,
da própria vontade dos gritos
retumbantes.

Segue os discernimentos, que
se abilita a entender algo com
clareza.

O raciocínio vai monitorando,
cada página, cada vogal e
consoante no lugar devido.

Pensamentos, viram borboletas,
e vão dando a beleza e o
prosseguimento das poucas
folhas ilimitadas.

Sem que os parágrafos se esqueçam
das letras, sem que as letras se
esqueçam das folhas, sem que as
folhas esqueçam das margens
secas, no semeando a vida.

Luciana Bianchini

 

 

 

*SOBRAS DA MEMÓRIA*

Encostei-me no meu passado. Lembranças
obscuras, era a minha única cura. Quantos, 
dei-lhe sabedoria, hoje estudados e sábios.
Os que me desprezaram, estão por aí, jogados
nos botecos. Minha claridade, se perdeu na aurora. 
Eu era um rico senhor dos engenhos, homem
esperto na boemia. presente agonia. Perdi todos
os meus últimos vinténs. Me envolvi com lindas
mulheres, uma eu me apaixonei. Cadê aquela 
garota que eu fiz voar? Dei para ela o melhor,
não quis saber de mim, nunca mais à vi.
Muitas mulheres para a cama eu levei, tinha 
este compromisso, talvez tenha sido, o próprio
vilão da minha história tão sofrida. Vivo agora 
com as migalhas da estupidez, de uma vida 
parada, na languidez. Meus bens materiais, 
largados na escassez. Escrevi muitos poemas,
versos, contos e até pequenas anedotas chamada,
A Frota da Gaivota, quem sabe será meu último
espetáculo! Vivi nos palcos, teatros eu dirigi,
sem a ninguém confundir. Peças importantes,
para a época, muito redundantes. Tive um grande
precursor, José Wilker excelente ator! Foi o meu
inspirador, mais no peito, a forte dor e Deus assim o
levou. Fica agora o seu perfume que perdura.
Estou aqui, idade avançada, meu cigarro, e nas
mãos, o cinzeiro. Um filme passou na minha 
mente nesta trajetória. Aprendi com os erros,
mais tarde demais. Conheci, estudei, hoje sou
apenas, um conhecedor do tempo.



Luciana Bianchini

 

 

 Para conhecerem mais seus poemas, acessem sua página e boa leitura:

www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=152477

 Todos direitos estão reservados a autor  conforme artigo (Lei 9610/98).
 

 

Escritores Convidados.

ALEXANDRA MAGALHÃES ZEINER

    Alexandra Magalhães Zeiner é mãe, aprendiz das letras, curadora, tradutora, professora, acima de tudo uma sonhadora. Nascida em Fortaleza, hoje cidadã do mundo, residiu em vários países quando trabalhava como pesquisadora. Desde 2012 foi adotada pela Alemanha. Tem cinco livros...

ALDIRENE MÁXIMO

Antologista, biblioterapeuta, blogueira, cronista, escritora, narradora de histórias, palestrante, poeta, professora, psicopedagoga e revisora de textos.   LIBERTADOR Libertador: Que liberta a dor:  O Amor!   PAZ Ouvindo mais  Falando menos...  Aprendendo...

ADILSON QUEVEDO

Adilson Luiz Quevedo, ficcionista, mestre em filosofia pela UFMG, trabalhou no Palácio das Artes, Biblioteca Estadual de Minas Gerais e Cine Belas Artes. Atuou na Diretoria de Ações Culturais da UFMG e no projeto Filosofia na Praça. Em 2015 publicou um livro de contos intitulado A volta ao mundo...

Isa Ma da Silva

        Maria Aparecida da Silva, nascida em Barra Mansa, RJ, no dia 21-08-51, empresária de moda e beleza, aposentada!         Estudou no Grupo escolar Henrique Zamith e Barão de Aiuruoca, divorciada, três filhos e três netos.  ...

Poeta Marcos Horto

        A Fan Page do Poeta Marcos Horto é um sucesso de visualizações, com mais de 14.000 curtidas, seu trabalho encanta com seus banners e poemas, que encantam os olhos e o coração.         O Poeta também tem seus trabalhos divulgados no...

Mariano Valverde Ruiz

        Los versos acortan distancias, continén y conocimientos, nos muestra la cultura de otros idiomas, simplemente belissiomo el trabajo de este poeta que acabo de conocer sus textos y biografía.         Enhorabuena al poeta Mariano...

Altieres Rocha

        Meu amigo Altieres, me curvo em referência aos seus versos, a coragem de expor para ajudar o próximo, a sabedoria lírica dos versos, o mostrar da paixão desnuda de uma alma pura, a superação em pessoa e versos.         Parabéns...

Isaías Medina López

        Hoje a literatura não tem mais fronteiras, idiomas e separação de gêneros.         Território é a representação dos limites geográficos de nações, porém o talento literário rompe estas barreiras e nos presenteiam com amizades de...

Kátia Storch Moutinho

        Mineira de Teófilo Otoni-MG, radicada em Vitória - ES desde 1981; neste tempo, um hiato, onde foi cursar Design Gráfico na UEMG, em Belo Horizonte.         Empreendedora por natureza e acima de tudo, alguém que ama...

Gravatá Dea G. Coirolo Antunes

        Nasci no Uruguai, fiquei lá até meus 38 anos. Em 1984 vim para o Brasil como correspondente extrangeira do Jornal El Telegráfo de Paysandu Uruguay. Viajei por outros continentes. Sou prof. de Biologia. Curto poetas como Lorca, Neruda, Miguel, Hernandes; Manuel...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>