III Concurso Internacional Justiça e Igualdade Social com publicação de Antologia - 2016

 III Concurso Internacional Justiça e Igualdade Social com publicação de Antologia - 2016

A Comissão organizadora do III Concurso Internacional Justiça e Igualdade Social com publicação de Antologia - 2016, por meio de seus organizadores, no uso de suas atribuições legais, torna público o Concurso para conhecimento aos interessados que estão abertas as inscrições para conceder o III prêmio Concurso Literário internacional Justiça e Igualdade social - edição 2016, destinado a escritores brasileiros de todo o território nacional, e estrangeiro conforme regras e prazos a seguir estabelecidos por este Edital.

I - DO OBJETO

Constitui objeto deste Edital, que corresponde ao Regulamento, selecionar e premiar trabalhos literários, na forma de poesia e prosa (prosa englobará mini - conto, crônica, e ensaio) para compor a "Antologia Justiça e Igualdade Social" 2016 a partir da seleção dos textos dos participantes do III Concurso Literário Internacional Justiça e Igualdade Social.

Parágrafo único: o objetivo do presente edital é para selecionar textos de cunho social, registrando o momento histórico da sociedade contemporânea: o ser humano, sua beleza, relacionamento, e complexidade.

II - DA FORMA E CONDIÇÃO DE PARTICIPAÇÃO

2.1. Textos de cunho social – Tema: assuntos que tratem sobre ética, humanidade, dignidade, inclusão social, justiça, diversidade, igualdade, direito, guerra, justiça, injustiça, diversidade, sociedade, amor, paz, harmonia, exclusão, vida, morte, textos afins, etc.

2.2. Cada lauda deverá conter até 35 linhas ou 1.500 caracteres com espaço simples. Letra times, 12.

2.3. 1ª opção para o autor/participante:

O autor participante poderá optar por utilizar 1500 caracteres (01 lauda para biografia e 01 para o texto – seja poesia, ou prosa (prosa englobará mini-conto, crônica e ensaio) conforme estilo literário de cada autor, desde que não exceda o limite acima citado observando 35 linhas ou 1500 caracteres cada folha utilizada, devido á diagramação). Letra Times, 12, espaço simples.

2ª opção para o autor/participante: 3.000 caracteres – (01 para biografia e 03 para poesia e ou prosa (englobará mini-conto, crônica e ensaio) - conforme estilo literário de cada autor, desde que não exceda o limite acima citado observando 35 linhas ou 1500 caracteres cada folha utilizada, devido á diagramação).letra times 12, espaço simples.

3ª opção para o autor/participante: 4.500 caracteres – (01 para biografia e 04 laudas para texto ou textos. 35 linhas cada lauda ou 1500 caracteres cada folha utilizada, devido á diagramação). Letra times, 12, espaço simples.

2.4. A poesia e ou a prosa pode ser inédita ou não, entretanto, a temática obrigatoriamente de cunho social. O Autor deverá usar seu nome legítimo (verdadeiro), mas, se desejar, poderá citar seu nome artístico na biografia.  

2.5. É de inteira responsabilidade do autor a correção ortográfica/revisão do texto ou textos enviados e a biografia. Após o material/texto ser selecionado, diagramado pela editora, será reenviado por email para correção final, para fins de compor a antologia edição 2016. A correção ortográfica é obrigação do participante.

2.5.1. O autor/participante que enviar biografia sem anexar o texto, ou vice-versa, estará automaticamente desclassificado.

III - DAS INSCRIÇÕES

3.1. As inscrições estão abertas no período de 08 de junho a 08 de setembro de 2016. Poderão participar autores com idade mínima de 16 (dezesseis) anos, brasileiros natos ou naturalizados, e estrangeiros, desde que os textos sejam enviados em português.

3.2. A inscrição é realizada no site Celeiro de Escritores, através do formulário na página - Inscrições. Preenchida integralmente com nome, endereço correto, breve biografia e o texto, ou textos.

IV - DAS ATIVIDADES

Período de inscrição - 08 de junho a 08 de setembro 2016, ou até completarmos o limite de 90 autores participantes.

Relação dos selecionados ao Concurso e Antologia - 20 de setembro 2016.

Edição pronta da Antologia - 30 de outubro 2016.

Resultado do Concurso - 01 de novembro 2016.

V - DA SELEÇÃO

5.1. As inscrições serão pré-selecionadas, pelo cumprimento do item II - tema de cunho social e extensão da obra. O autor selecionado receberá o boleto bancário para pagamento dos exemplares da Antologia.

Valores específicos:

Se o autor optar por 1500 caracteres, terá direito a um exemplar da Antologia Justiça e Igualdade Social + entrega dos exemplares pelo correio: valor total de 45,00 (quarenta e cinco reais).

Se o autor optar por 3000 caracteres, terá direito a 02 exemplares da Antologia Justiça e Igualdade Social + entrega dos exemplares pelo correio: valor total de R$ 90,00 (noventa reais)

Se o autor optar por 4500 caracteres, terá direito a 03 exemplares da antologia Justiça e Igualdade social. R$ 135,00 (cento e trinta e cinco reais).    

5.1.1. Valor do exemplar avulso para Brasil: R$ 45,00 (quarenta e cinco reais).  

(Exemplar avulso deverá ser solicitado com antecedência para evitar o pedido após fechamento da edição da antologia).

5.1.2. A participação no Concurso está vinculada á Antologia. O não pagamento do boleto no vencimento caracteriza a automática desclassificação para participação do Concurso, da Antologia e recebimento dos prêmios.

5.1.3. Os exemplares da Antologia serão enviados pela editora, via correios. O frete já está incluso.

5.2. O processo seletivo do Concurso será realizado exclusivamente pelo organizador/idealizador Marise Andreatta, e por uma comissão de convidados de editores, poetas consagrados pela crítica literária, renomados juristas com saber sobre direito, justiça, e assuntos relacionados com humanidade.

5.2.1. O Celeiro de Escritores/Ed.Sucesso fará a publicação impressa da Antologia do III Concurso Internacional Justiça e Igualdade Social.

5.3. Todos os selecionados/aprovados de antemão ficam cientes sobre publicação de sua poesia e prosa (textos), e a veiculação na mídia de seus nomes, e textos, no site e pelo organizador, permitindo e autorizando tal ato. Aos aprovados para antologia, que realizarem pagamento, ao receber a antologia, e desejando fazer matéria jornalística, veicular na TV sobre antologia, deverão obrigatoriamente comunicar sobre o Concurso e organização realizada pela escritora, com a parceria da Editora Celeiro de Escritores, citando o apoio de entidades, ou instituições, caso houver, para preservação do edital.

VI - DA COMISSÃO JULGADORA

Em especial para a Comissão Julgadora serão escolhidos professores, escritores, críticos literários, profissionais atuantes da área literária, e representantes da sociedade de notável atuação no setor cultural e jurídico. Este ano a comissão julgadora terá como presidente dos trabalhos o doutor Lucio Flávio Gomes.

6.1. Após análise dos trabalhos, que forem enviados dentro do prazo legal, a comissão julgadora avaliará e selecionará 03 trabalhos para receber o prêmio do III Concurso Internacional Justiça e Igualdade Social 2016, com Antologia. Obras que julgar merecedoras do prêmio, classificando-as respectivamente em primeiro, segundo e terceiro lugar – categoria: poesia e prosa (engloba crônica, ensaio, mini-conto).  

6.2. Os prêmios concedidos, além da participação na antologia, para os selecionados, será menção honrosa, em caráter especial, e uma placa confeccionada em ouro (metal) para primeiro lugar; placa de prata (metal) para segundo lugar; placa de bronze (metal) para terceiro lugar, com destaque na Antologia a ser publicada, juntamente com demais selecionados.

6.3 O prêmio dos vencedores do concurso será enviado pelo correio, posteriormente, com despesas acrescidas do envio da premiação. (placa).

6.4. O ato da inscrição implica no conhecimento e na integral concordância do autor com todas as normas e condições estabelecidas neste Edital.

Os casos omissos e as dúvidas surgidas no presente Edital e que lhe sejam decorrentes serão resolvidas pela comissão organizadora do evento.

 

Dourados-MS, 08 de julho de 2016.

 

Marise Andreatta

Escritora

Membro da Academia Douradense de letras – cadeira 40.

Membro da Academia de Letras Teófilo Otoni – Minas Gerais

Advogada OAB/MS.

Idealizadora e Organizadora do III Concurso Literário Internacional Justiça e Igualdade Social – 2016, com Antologia.

 

Inscrições Aqui: celeirodeescritores.org/inscricao.asp

 

Fonte: Celeiro de escritores

publique.celeirodeescritores.org/

Notícias Diversas.

ADEUS AO ILUSTRE POETA BREJENSE TOBIAS PINHEIRO (1926/2019)

DESPEDIU-SE HOJE (21/08/19) ÀS 18:30 EM ENGENHEIRO COELHO - SP   Por: Pedro Portela         Tobias Pinheiro Filho nasceu no dia 4 de Julho de 1926 na cidade de Brejo, Maranhão, de onde saiu aos 12 anos de idade. Estudou no Seminário Santo Antônio em São Luís. Morou em...

ACADEMIA GONCALENSE DE LETRAS

É com satisfação que comunico o grande sucesso do CONCURSO DE CONTOS DA AGLAC.   Totalizando até o momento a participação de 16 ESTADOS: Santa Catarina Rio de Janeiro Pará Minas Gerais Paraná São Paulo Pernambuco Rio Grande do Sul Rondônia Bahia Espírito Santo Goiás Amazonas Sergipe Paraíba e...

Encontro de artistas

    É com grande alegria e imenso prazer, que a Escola de Dança Darlene Baptista e o ICAB (Instituto Casa Barbosa), convidam a todos para esse evento cultural com várias atrações de música, dança, teatro, poesia; onde acontecerá o lançamento do Livro " Liberdade em Versos", da nossa...

RESULTADO FINAL 33° FESTIVAL DE MÚSICA DE ITANHANDU

1° lugar - Seja menino ou menina - Junior Almeida e Jatanael Alves 2° lugar - Calango na Cidade - Bilora 3° lugar - Todo Possível - Marcia Cherubin 4° lugar - Raiz de Esperança - Cris Diniz e Pedro Hoisel 5° lugar - Algaço - Ronald Saar e Robertho Ásia Melhor letra: Meu País - Renan Ribeiro e...

1° Concurso de Contos da AGLAC

Participe do 1° Concurso de Contos da AGLAC tema livre . inscrição gratuita . âmbito nacional Inscrições abertas do dia 01 de julho de 2019 até as 23:59 horas do dia 31 de julho de 2019 A AGLAC (Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências) orgulhosamente convoca todos os escritores,...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>