Dueto da Amizade.

Dueto da Amizade.

foto pixabay dominio publico

 

 Poesia é amor e paixão

 são versos em expressão.

 Versos que traduzem um sentimento sem razão,

 que acalenta a alma e o coração.

 Que fazem qualquer pessoa explodir em emoção,

 sentir felicidade, tristeza e paixão,

 sentir o medo que apavora o coração.

 

 Poemas nos tira da solidão.

 Poemas são chamas ardentes

 que incendeiam a gente.

 Arde como o fogo e alucina nossa mente,

 nos fazendo loucos e alucinados de repente,

 nos trazendo saudades de pessoas ausentes.

 

 Faz-nos sorrir quando encontramos quem amamos,

 e chorar ao lembrar as que perdemos.

 Acende a dor em pensar que nunca mais as veremos,

 mas as lembranças serão ternas dos momentos em que vivemos.

 

 Poemas são eternos para todos os nossos momentos,    

 e para todos os sentimentos.

Com os versos e poemas zelaremos nossa amizade.

 

Nos versos dos poemas marcaremos nosso tempo.

neles gritaremos ao mundo o amor e a felicidade,

em suas linhas levaremos ao mundo nossos sonhos e realidades.

 

 Em poemas acalmaremos as almas tristes,

 levaremos a paz ao mundo em guerra.

 Transformaremos o mundo em palavras de amor,

 e semearemos a utopia da alegria por toda terra.

 Que a alegria encha todos os corações de fantasia,

 e leve o sorriso aos povos em agonia.

 Que jamais alguém sofra pela dor e nem de amor,

 mas que sinta o afago de Deus e o abraço de um poeta escritor.

 

 

        O dueto foi um convite que recebi da poetisa Luzimar Perireira Ribeiro, na qual cada verso teria a minha resposta imediata, no final do desafio além da amizade e respeito, eis que nasceu o poema acima.

 

 

 

Luzimar Perireira Ribeiro o verso está em negrito.

Minhas respostas nos versos com formato normal.

 

 
Número de páginas: 101 

Edição: 1(2016) 

Formato: Pocket 105x148 

Coloração: Preto e branco 

Acabamento: Brochura s/ orelha 

Tipo de papel: Offset 75g

 

 

 

 

 

 

 

 

www.clubedeautores.com.br/book/206358--Sonhos?topic=mensagens#.VwWSpPkrLIU

 

 

 Todos direitos estão reservados ao site e aos autores conforme artigo (Lei 9610/98).
 

Meus Poemas.

Bodas.

 Bodas. Não quero o seu sacrifício, quero a sua felicidade. Por isso eu me realizo, com a nossa cumplicidade. Digo isso com a certeza, porque não vejo só a sua beleza. Temos uma afinidade, que foge a realidade, das razões da nossa sociedade. Nossa amizade é de alma, e isso me...

Essência Feminina.

foto pixabay dominio publico     Toda mulher é bem mais que esperamos, não é apenas um belo corpo, como nós homens a enxergamos. Por isso é que não as entendemos, as mulheres que contemplamos.   Por nossa brutalidade, composta pela nossa falta de sensibilidade. Nós as...

Nostalgia.

foto pixabay dominio publico   Nostalgia       Hoje sinto Saudades...     A nostalgia tomou conta de mim, ao olhar uma criança inocentemente brincando na rua, correndo de um lado para o outro ao redor da bicicleta de seu...

Carta a Humanidade, por Leandro Campos Alves.

Carta a Humanidade. Algumas vezes apontamos as falhas dos outros. Mas que falhas? Se não conseguimos encontrar as nossas próprias.   Somos errantes sim! Mas devemos aprender com nossos erros, e não lhes ocultar nas sombras dos outros. A vida é mesmo engraçada. Ou quem sabe irônica? Não...

Acróstico para Álvares de Azevedo, por Leandro Campos Alves.

Acróstico para Álvares de Azevedo.   Alma de poeta, Livre como uma criança. Viveu no Rio de Janeiro Álvares de Azevedo. Romancista, poeta e cronista, Eis que morreu cedo. Saudoso menino Paulista.   Deixou vários poemas e manuscritos, E só uma por ele preparada para ser...
<< 1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>