Despedida.

Despedida.

Sonhei com a morte,

acordei para vida.

Vi sonhos morrerem com tempo,

mas vi o tempo ressurgir em mim.

 

Com pensamento sempre no futuro,

esqueci de viver o presente.

Passei a sonhar com o passado,

e a vida?

Simplesmente passava.

 

Vi amigos partirem,

vi a morte de perto,

e chorei...

 

Chorei por perder meu tempo em sonhos,

sonhando com o futuro,

e não vi que o futuro já é o presente.

 

Acordei para o sonhos,

sonhei e conquistei minha história.

Amores, família e paz encontrei,

também perdi-me em conflitos alheios,

ao encontrar em meus pesadelos,

a realidade de meu tempo perdido.

 

E o futuro?

Talvez seja o hoje.

O presente é passado.

E o passado?

Já não me lembro mais.

 

Hoje descobri que já não tenho mais a juventude.

Os sonhos, os amores, a própria vida é presente e passado.

Me resta a fé e o sonhos de um velho,

o sonho de uma nova vida após a morte.

 

A sabedoria da idade nos traz a realidade.

A vida é passado e o passado apenas história.

A história de um homem sonhador,

que fez de seus versos,

a cronologia da vida contada em versos de amor.

 

Leandro Campos Alves.

Dezembro de 2016.

Livro "Memórias Póstumas". 

 

 

 Todos direitos estão reservados a autor  conforme artigo (Lei 9610/98).

 

Meus Poemas.

Grande final da Liga Mantiqueira de Motocross, em Liberdade MG.

        O ronco dos nossos motores, chora em silêncio a sua partida. Valeu Companheiro.                           Gabriel Ribeiro #13 Autor da Frase: Leandro Campos Alves.   Homenagem...

A morte!

A morte expressa o medo. Mas que medo? Medo do que? Nascemos e somos levados ao batismo, cremos em Cristo, na ressurreição e na vida eterna. Então não seria a morte a consagração do que na vida esperamos?   Aos que vão, o silêncio! Aos que ficam, o choro! Aos incrédulos, a desilusão!   A...

Silêncio

O pensamento voa, na calada da noite. E no silêncio do dia! Meu peito agoniza.   Os momentos da vida, ficam restrito nas lembranças. O tempo com a vida passa, e envelhecemos com ele.   Com o amadurecimento... Sinto a frieza da alma, na quietude do seu silêncio.   Sombrio...

Soneto de la vida

Nuestros cuerpos entrelazados, sin remordimiento y pecado, me lleva al éxtasis del placer, al poseer usted.   Gritamos y amamos, El placer rompe el silencio de la noche, como la propia noche, que se pierde al amanecer.   Las memorias permanecen, sin miedo y consecuencias, sin hijos o...

Acróstico Maestro Caaraüra

M - Maestro Caaraüra A - a expressão da Literatura, E - epicentro da nossa cultura. S - Símbolo da clave, T - tocada com emoção, R - revela sua expressão, O - orquestrando sua posição.   C - Cativante e multi-instrumentista, A - atuante na cultura. A - Atinado com suas conquistas, R -...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>