CONDE D'Eu

CONDE D'Eu

    Príncipe Luís Filipe Maria Fernando Gastão d'Orleans nasceu a 28 de abril de 1842, no castelo  de Neuilly-sur-Seine, filho primogênito do Duque de Nemours – quarto filho do Rei Luís Filipe – e da Princesa Vitória Augusta de Saxe Coburgo Gotha.

    Escolheu a carreira das armas, primeiro cursando a Academia Militar de Segóvia e buscando depois a ação no Marrocos, onde cobriu-se de louros na batalha de Tetuan.

    Aquele a quem estava reservada a patente de Marechal do Exército chegava assim ao Brasil em 1864 já temperado em combate e com brilhante folha de serviços.

    Eclodida a Guerra do Paraguai, o curso do conflito em sua última fase o levou a chefia das forças nacionais, que exerceu com brilho e grande competência.

    Tal é o testemunho do General Osório, Marques de Herval: "Brindo o Senhor Conde d'Eu, meu companheiro d'armas, pelo seu valor, pela sua coragem e pela justiça com que administrou o exército: brindo-o porque no Paraguai deu sempre provas de amar o Brasil e se devotou d'alma ao seu serviço como os brasileiros que lá serviram".
    Sua afeição ao Brasil foi inteira e constante.

    Estava ele na difícil situação que toca aos estrangeiros cônjuges de herdeiros do trono: exame rigoroso, juízo severo, crítica fácil. Mas soube – pelo seu caráter e por sua formação cristã – granjear respeito e estima nas funções oficiais como nas relações pessoais.

    Ficou isso patente em 1921 quando aqui pôde retornar após três décadas de exílio, recebendo inúmeras manifestações de consideração e afeto.

    Seu devotamento aos três filhos e o cuidado com sua formação foram exímios. Teve a preocupação de educá-los na consciência da herança histórica que encarnavam.

    Com a Princesa Isabel cultivava no Castelo d'Eu o perfume de um lar brasileiro, e buscou, para a formação dos netos, ilustres mestres conterrâneos.

    Já octogenário e enfraquecido, voltava ao Brasil em 1922 para as comemorações do Centenário da Independência, pretendendo apresentar aos brasileiros o neto, Príncipe D. Pedro Henrique.Mas aprouve a Deus chamá-lo ainda em alto mar, a bordo do vapor "Massilia".

    Ultima manifestação de desvelo de uma doação plenamente assumida e do cumprimento do dever levado até o fim, exemplo de vida que se soma a muitos outros da Dinastia que regeu nossa Nação.

    - Casa Imperial do Brasil

Fonte: www.facebook.com/photo.php?fbid=2354387954830284&set=gm.2344833115796680&type=3&theater&ifg=1

OMDDH - World Organization of Human Rights Defenders.

CONDE D'Eu

    Príncipe Luís Filipe Maria Fernando Gastão d'Orleans nasceu a 28 de abril de 1842, no castelo  de Neuilly-sur-Seine, filho primogênito do Duque de Nemours – quarto filho do Rei Luís Filipe – e da Princesa Vitória Augusta de Saxe Coburgo Gotha.     Escolheu a...

A ideia do Cristo na montanha do corcovado.

    A ideia do Cristo na montanha do corcovado partiu da Princesa Isabel.     Muitos abolicionistas tiveram a ideia de fazer uma estátua da Princesa Isabel em 1871 com a lei do ventre livre assinada por ela e depois na lei áurea em 1888 também assinada por ela. A...

O príncipe das artes e Cultura Dom Alexandre

A seriedade de um trabalho reconhecido por mérito. O príncipe das artes e Cultura Dom Alexandre, apoio pleno a cultura.       Importante personalidade dentre os Acadêmicos no Brasil, DOM ALEXANDRE CAMÊLO RURIKOVICH CARVALHO, Presidente da FEBACLA - Federação Brasileira dos...

Direitos da Personalidade da Pessoa Jurídica - Art. 52 CC

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DOS DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS - OMDDH   Direito Civil - Aula 48 - Direitos da Personalidade da Pessoa Jurídica - Art. 52 CC   EX: Organizações, Associações, Fundações, Academias, Conselhos, Federações, Confederações, Institutos, Seminários, Convenções, Ordens,...

Ser Nobre

“Ser nobre” não significa “ser melhor”. Em termos de espiritualidade e de realidade social significa ter consciência de um legado recebido graciosamente no evoluir das gerações. Significa procurar ser digno desse legado e, fundamentalmente, significa ter consciência de uma obra a realizar e de uma...
1 | 2 >>