Cem poemas, Cem mil sonhos

Cem poemas, Cem mil sonhos

    Começando 2019 - coletânea " Cem poemas, Cem mil sonhos" - Starling Consultores Associados (SCA).

    Tenho muito a agradecer a Deus, pois enviei um soneto e um poema para a avaliação da Starling Consultores Associados e, para nossa agradabilíssima surpresa, os dois foram classificados para fazer parte dessa coletânea.

    Lançamento nos próximos meses em Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro.

    A Deus agradeço e dou fé.

 

A Passeata dos Cem Mil 

    A Passeata dos Cem Mil foi uma manifestação popular contra a Ditadura Militar no Brasil. Organizada pelo movimento estudantil, ocorreu em 26 de junho de 1968, na cidade do Rio de Janeiro, e contou com a participação de artistas, intelectuais e outros setores da sociedade brasileira.

    Prisões e arbitrariedades eram as marcas do governo militar frente as crescentes manifestações dos estudantes contra a ditadura que se instalara no país, em 1964. A repressão policial atingiu seu apogeu em março de 1968, com a invasão do restaurante universitário "Calabouço", onde os estudantes protestavam contra a elevação do preço das refeições. Durante a invasão, o comandante da tropa da PM, aspirante Aloísio Raposo, matou o secundarista Edson Luís de Lima Souto, de 18 anos, com um tiro à queima roupa no peito.

    Diante da repercussão negativa deste e outros episódios, o comando militar acabou permitindo uma manifestação estudantil. Logo pela manhã de 26 de junho, os participantes da passeata já tomavam as ruas da Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro. A marcha começou às 14h, com cerca de 50 mil pessoas. Uma hora depois, esse número já havia dobrado.

    Além dos estudantes, também artistas, intelectuais, políticos e outros segmentos da sociedade civil brasileira juntaram-se à passeata, tornando-a uma das maiores e mais expressivas manifestações populares da história republicana brasileira.

    Ao passar em frente à igreja da Candelária, a marcha cessou para ouvir o discurso inflamado do líder estudantil Vladimir Palmeira (que nesta antologia, nos brinda com uma entrevista inédita).

    Tendo à frente uma enorme faixa, com os dizeres: "Abaixo a Ditadura. O Povo no poder", a passeata prosseguiu, durante três horas, encerrando-se em frente à Assembleia Legislativa, sem conflito com o forte aparato policial que acompanhou toda a manifestação.

    Como se sabe, o fim da Ditadura Militar no Brasil só veio 21 anos depois (1964-1985), culminando na promulgação, em 5 de outubro de 1988, da nova “Constituição Cidadã”, que ora faz 30 anos, marco do processo de redemocratização do país.

    A antologia “CEM POETAS, CEM MIL SONHOS” dá  início ao projeto e coleção “Ágora Virtual”, plataforma para publicações digitais e gratuitas, de caráter poético, filosófico, humanístico e sociológico, sem cunho político/partidário ou religioso/confessional.

RODRIGO STARLING

    Filósofo, escritor e poeta. Pós graduado em Gestão de Políticas Sociais (PUC Minas) e mestre em Ciências Políticas (ULHT Lisboa). Natural de Belo Horizonte/MG, É poeta, escritor e editor (selo Starling), autor de oito livros. Membro correspondente da Academia de Letras de Teófilo Otoni – ALTO, possui textos em coletâneas do Brasil e exterior.  Sócio-Fundador da Starling Consultores Associados, Preside o Centro Mineiro de Voluntariado Transformador - MINAS VOLUNTÁRIOS. Laureado, dentre outros: Menção Nosside XXIV – UNESCO World Poetry Directory; Medalha Resgate da Cidadania  (2008) e Medalha Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais - INBRASCI (2012). Em 2013, foi nomeado Embaixador pelo CUAP - Cercle Universel des Ambassadeurs de La Paix (Genebra/Suiça & Orange/França). Em 2015 e 2016, atuou, respectivamente, como moderador (Rio Dialogues) e Consultor (PNUD/UNV), ambos junto a Organização das Nações Unidas - ONU.

Fonte:Superintendência Bibliotecas Públicas e Suplemento Literário de Minas Gerais.

 

Soneto e poema Classificados.

Tempo.

 

O tempo abranda a dor,
cura o corte,
cicatriza as lembranças,
acalenta a morte, nos enche de esperanças.

 

O tempo abranda o passado,
cura a ferida,
apaga o que era errado,
harmoniza o presente da vida.

 

O tempo é o único remédio,
que abranda a desilusão,
e faz renascer uma nova paixão.

 

O tempo cura, acalma, aconselha,
age, ensina, molda e espelha.
É ele o refrigério da alma que nos acalma.

 

Soneto: Tempo
Autor: Leandro Campos Alves
Livros:

Lembranças - 2018 & Coletânea " Cem poemas, Cem mil sonhos" - 2019

 

 

Pessoas.

 

Tem gente que se acha grande.
Tem gente que se acha justo.
Tem gente que se acha gente.

 

Mas nem toda grandeza traz segurança,
nem toda justiça é perfeita,
nem todo achar nos faz ser gente.

 

A vida é feita de atos.
A gente é feito pelo amor,
e o amor...
É feito de respeito.

 

A grandeza é ilusória.
A justiça só a divina.
E a história?
É o reconhecimento de quem foi gente.

 

Poema: Pessoas
Autor: Leandro Campos Alves
livros: 

Lembranças - 2018 &  Coletânea "Cem poemas, Cem mil sonhos" - 2019

 

Antologias

Cem poemas, Cem mil sonhos

    Começando 2019 - coletânea " Cem poemas, Cem mil sonhos" - Starling Consultores Associados (SCA).     Tenho muito a agradecer a Deus, pois enviei um soneto e um poema para a avaliação da Starling Consultores Associados e, para nossa agradabilíssima surpresa, os...

Revista Literária Café-com-Letras – Ano 16 n.16

Café - com - Letras Revista Literária da Academia de Letras de Teófilo Otoni         ACADEMIA DE LETRAS DE TEÓFILO OTONI   Fundada em 20 de dezembro de 2002 Rua Manoel Dantas, 230, Grão Pará 39800-175 Teófilo Otoni – Minas Gerais www.letrasto.com – Telefone: 33...

II Antologia Internacional Criticartes 2018

II Antologia Internacional Criticartes 2018. Rogério Fernandes Lemes – Coodernador editorial Kassia Regina Mariano – Assistente de Coodernação Milena Moreira de O. Souza – Revisão Textual.   Projeto Gráfico Editora Biblio www.biblioeditora.com   ISBN...

Antología Huellas de Inspiración em Sentires de Hombre, uma aventura épica y existencial

AGRADECJMJENTOS   A los autores, escritores ypoerasporacudir a la convocatoria que une a nível mundial la presencia existencial p or la escritura y la lectura, e/ amor p or la literatura y las f ormas de p oesía en las letras.   Para los lectores en su inquietud intlectua4 por conocer f...

Coletânea Internacional Inspiração

Coletânea Internacional Inspiração.   Organização: Rozelia Sheifler Rasia IIda Maria Costa Brasil   Autora Homenageada: Cida Camargo.   ALPAS 21 Edição 2018.   Sumário Cida Camargo Rozelia Scheifler Rasia Conselho Editorial ALPAS 21 Resultado do 28º Concurso de Poesia, conto e...

A Fênix Rediviva

  A Fênix Rediviva: Poética da Superação (Antologias Tecendo Tramas e Dramas Livro 1) (Portuguese Edition)     1ª edição   Criciúma – SC Engenho da Palavras 2018   Copyright – Miranda May, 2018 A FÊNIX Rediviva – Antologia Poética Miranda May   Produção...

Revista Literária Café com Letras 2017

Café - com - Letras Revista Literária da Academia de Letras de Teófilo Otoni Nº 15 – DEZEMBRO/2017 Publicação anual     Justiça Eterna.   O túmulo que me acolhe, não é diferente daquele do rico, nem inoportuno ao meu destino.   Ele é terra, peso, escuridão. O abraço de um...

Finalistas do V Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza 2017

  Érika Lourenço Jurandy Gedalva Neres da Paz Maria do Socorro Cavalcanti Carla Torrini Alberto Manoel da C. Martins Bruno Augusto V.M. DE Moura Carmelita Ribeiro da C. Dantas Claudio Rogério Trindade Conceição Maciel Coracy Teixeira Bessa Cosme Custódio da Silva Daniel Blume Delza...

Coletânea IMORTAIS.

        A gradeço a Deus, aos amigos e aos leitores pelo carinho e torcida, pois amanhã é o lançamento da Antologia Imortais, pela Academia Brasileira de Letras e Editora Alternativa.          Não estarei presente, mas terei meu...

Revista Literária Café com Letras 2016.

Café - com - Letras Revista Literária da Academia de Teófilo Otoni     Nº 14 – DEZEMBRO/2016 Publicação anual ISSN 2317-7985     ACADEMIA DE LETRAS DE TEÓFILO OTONI Fundada em 20 de dezembro de 2002 Rua Manoel Dantas, 230, Grão Pará 39800-175 Teófilo Otoni – Minas...
1 | 2 >>