Carnaval em Flor.

Carnaval em Flor.

Ser livre é viver a alegria,

sorrir, pular e entrar na folia.

Ter o coração aberto,

e o corpo desnudo,

ou até mesmo coberto.

 

Ser livre é viver, dançar e encantar.

Criar, trabalhar e ser popular,

amando quem no caminho encontrar,

deixando a tristeza em outro lugar.

 

Ser belo é fazer o que manda o coração,

unir em prol de uma população,

em uma só voz cantar a canção,

para na madrugada filosofar,

sobre a noite espetacular.

 

Ser livre é ser verdadeiro,

amigo, fiel e companheiro.

acordar com a certeza,

que mesmo diante de nossa tristeza,

a festa foi radiante, uma verdadeira beleza.

 

Ser livre é festejar o amor,

abraçar quem for,

e viver o CARNAVAL EM FLOR.

 

Os filhos de nossa cidade,

sabe que Liberdade,

é o sinônimo de felicidade.

 

Festejem em flores,

festejem em alegria,

festejem com seus amores.

Isso é folia.

 

Poema: Carnaval em Flor

Leandro Campos Alves

08 de fevereiro de 2018.

 

        Minha homenagem ao grupo de meninas e meninos que fizeram de um sonho uma realidade, que mesmo diante de obstáculos, levam a alegria a nossos amigos e conterrâneos.

        Parabéns e boa folia.

Leandro Campos Alves.

Meus Poemas.

Peteca do Destino.

foto pixabay dominio publico         Peteca do Destino.         Quando te ganhei, esposei em meus lábios o sorriso. E da surpresa da vida, então chorei.   Alegria em ter-lhe em minhas mãos, logo o seu feltro abriu. O aroma de sua juventude exalou-se pelo...

As Mãos que Afagam, por Leandro Campos Alves.

As Mãos que Afagam.     São minhas aquelas mãos. As mãos que afagam o seu sono, que segura e protege seu tombo.   São minhas aquelas mãos. As mãos que apoiam seu caminho, que acalenta seu coração, que te dá o porto...

Torre de Babel, por Leandro Campos Alves.

Torre de Babel.       O vento é o nosso polinizador de vidas, o responsável por levar a vida, dar a vida, conduzir a vida.   E com o seu veludo e delicado aconchego, ele leva sementes e pedalas aos quatro cantos do mundo.    E hoje como vento, lembro-me dos...
<< 11 | 12 | 13 | 14 | 15