Brasil um País de Palhaços.

Brasil um País de Palhaços.

        Infelizmente tenho vergonha de ser brasileiro, não sei quantas pessoas vão ler este artigo, mas o que faço aqui é um lamento real, um desabafo de um brasileiro que já teve orgulho de sua nacionalidade, mas hoje lamenta.

 

        Um País que aceita tudo, aceita destruir os direitos trabalhistas e ter um tal de direitos humanos feitos só para pessoas criminosas, pois este mesmo direito condena nossos policiais que todos os dias põem suas vidas em riscos para defenderem a nossa.

        Um País que foi iniciado errado, só poderia resultar nesta bost... que está ai, desculpe o palavrão, pois falo o porquê.

        No passado quando o Brasil foi descoberto, nossos ancestrais os índios para ser exato, eles se corromperam em troca de espelhos e bugigangas tragas nas caravelas Portuguesas, ao contrário dos peles vermelhas americanos, que guerrilharam e morreram contra a invasão de seu território.  Não preciso citar fontes nesta parte da história, pois se olharem os livros escolares sabem o que aqui falo.

        Depois deste início vergonhoso, que trocou nosso território por porcarias, veio a necessidade de colonizar o nosso território para que a Coroa Portuguesa tenha a soberania da descoberta da terra de Vera Cruz, então o Reino português enviou os presos e pessoas que tinham que pagar pelos seus atos ilícitos em Portugal e mandou para a colonização do nosso país. Uma tacada de mestre por sinal.

        Pessoas que deviam seus atos criminosos em Portugal, viraram feudais na terra de Vera Cruz.

        Um início todo errado, ainda falam que a maior descoberta de corrupção foi feita agora? ...

        O momento passou, e nele houve grandes movimentos, a Guerra dos Farroupilhas, um movimento que infelizmente não deu certo, pois se na época fosse declarado a independência do sul, tenho certeza que hoje eles seriam um país de primeiro mundo, pois no sul ocorreu a plena colonização Inglesa e alemã no território, uma cultura diferente.

        Admiro a Inconfidência Mineira, este promovido por um descendente de português, um ilustre como tantos lusitanos que tem em seu íntimo a disciplina, igualdade e justiça, mas que hoje sinto falta destes ideais.

        Hoje tenho vergonha de nossa descendência, pois o trabalhador luta, trabalha de sol a sol, bate enxada o dia todo para tratar de multidões, trabalha recebendo apenas o necessário para viver, enquanto isso, nossas Assembleias, Senados e   Poderes Executivos riem da cara do povo brasileiro. Somos um bando de palhaços, palhaços sim, pois não temos a mesma coragem que nossos ancestrais de tomar medidas que realmente surgem efeitos na atual conjuntura do país.

        Devemos lembrar que o Brasil é do povo, e não de uma tal Presidente da administração 2017, que aposentou-se cedo e não imagina o que é trabalhar de sol a sol, da mesma forma que governos anteriores que simplesmente ficaram ricos em pouco tempo, aposentando também prematuramente, apenas por que perdeu um dedo.  Isso é Justiça?

        Hoje se perdermos a mão ouviremos do médico da previdência que temos ainda a outra mão para trabalhar.

        Hoje estamos vivendo ai um golpe à democracia e aos direitos constituídos, são inúmeras MP’s, uma artimanha de enganar o povo, e sempre que algum grande projeto vai à votação nos poderes legislativos, criam-se outros eventos ainda maiores na mídia para desviar a atenção do povo.  Na surdina da noite outros projetos que realmente vão mexer com a vida dos mesmos são votados na madrugada.

        Com se não bastasse só isso, alguns dias atrás numa conversa com um amigo, deparamos falando sobre política.

        Eu, fielmente brasileiro e com tanto nojo da corrupção, já crendo que a melhor alternativa seria a intervenção militar e o fechamento do Senado e das Assembleias Legislativa, para pós fechamento, ser novamente aberto as casas com novas ordens e membros.

        E ele, saudando a falta do Lula.

        Numa curta conversa ele elevou o governante anterior aos céus, o melhor presidente do mundo.

        Eu não quis entrar em um diálogos profundo com ele, e pedi para o mesmo me responder uma pergunta simples.

        Qual a grande obra feita por este poder democrático?

        Logo ele me falou da transposição do Rio São Francisco.

        Com certeza. Respondi sua afirmação, a transposição foi uma grande obra.     Então perguntei a ele qual o trecho estava pronto?

        Orgulhoso ele me falou alguns trechos, eu apenas lembrei a ele, que todos os trechos da transposição que hoje corre água para a parte mais castigada do nosso país, foi feito pelos militares.

        Ele me respondeu que os outros trechos não foram feitos por motivo da Policia Federal que destruiu as empreiteira Brasileiras.

        Por sinal  ¨Belas Empreiteiras¨.

        Da mesma forma eu pedi a ele que me perguntasse para falar pelo menos umas dez grandes obras do governo militar, antes que ele me perguntasse comecei a enumera-las.

        Usina Itaipu, Ponte Rio Niterói, BR 267, antes de continuar ele pediu licença e saiu.

        Estranho é ver que no passado eles construíam uma rodovia que os primeiros buracos só apareciam trintas anos depois, e hoje, estou cansado de ver trechos da rodovia 267 sofrendo recuperação de dois em dois anos, que asfalto é este?

        O que aprendi na escola, as grandes obras do nosso país foram feitas no governo militar, e a democracia deixa muito a desejar.

        Democracia é aprovar uma lei chamada “Lei do Sexagenário” onde todo escravo com mais de 65 anos ganhava a liberdade.  Ironicamente é o mesmo teor da lei da aposentadoria que Temer quer aprovar, com um diferença, ao invés de açoites, nós palhaços Brasileiros vamos contribuir amigavelmente para morrer trabalhando.

        Enquanto no picadeiro, senadores, deputados, governadores e presidentes fazem dos povo Brasileiro seus bobos da corte, e eles prematuramente se aposentam aprovando maldades para o povo brasileiro.

        E os militares?

        Não sei, parecem não serem os mesmos, pois os que deveriam nos proteger ainda estão omissos a esta palhaçada chamada democracia.

        Para fechar o artigo, podem vocês meus leitores, estarem pensando que sou a favor do governo militar, e por si, ditatura.         Digo então que na ditadura militar foram mortas aproximadamente 471 pessoas. Mas tínhamos segurança de sair de casa sem sermos assaltados, a criminalidade nas grandes cidades eram pequenas.

        E a democracia?

        Hoje somos presos em nossas residência, não podemos lutar para termos alguns bens que vem algum ladrão e nos levam anos de luta. Morrem pessoas a cada segundo assassinadas em nossas cidades e se os militares quiserem intervir, eis que os direitos humanos vem e processam os militares, isso é democracia?

   Hoje se mata muito mais vezes que na era da ditatura, porém as maioria das mortes são de pessoas inocentes e trabalhadoras, pessoas que não tem a prerrogativa dos direitos humanos.

        Hoje veja a esposa do ex-governador do Rio indo para prisão domiciliar, estranho que milhares de mães que estão pressas e tem filhos pequenos não tem esta mesma lei, seus filhos são transferidos a tutela aos avós ou parente mais próximo.

        Devemos rever nossos princípios, ou o país chamado Brasil, será o país da vergonha e da escravidão em pleno século XXI.

     Cadê os brasileiros na rua, cadê a união do povo, onde a classe de professores estão em greve reivindicando nossos direitos, porém nem todos estão na mesma luta, pois existem várias escolas ainda em funcionamento?

        Cadê a maçonaria que saiu em prol o afastamentos da Dilma, e que está omissa ao seu fraterno Temer?

       Ainda me perguntam porque a revolta? Cadê as fontes do que falo? Está tudo ai às claras e nós? Passivos a esta palhaçada.

 

Leandro Campos Alves

Abril de 2017

Foto: Web

 

O País e o Mundo.

Cuiabá.

   Cuiabá. “Fundada pelo bandeirante António Pires de Campos,    Cuiabá origina-se do nome "Ikuiapá", que significa "lugar de flecha-arpão". Acredita-se que o local era frequentado pelos índios Bororo que pescavam com flecha-arpão na foz do rio Ikuiébo, afluente do Rio Cuiabá....

Festa de setembro em Liberdade.

        A imagem do Senhor Bom Jesus do Livramento é considerada uma das mais belas obras de arte sacra de todo o sul de Minas. Esculpida entre os anos de 1720 e 1750, a imagem mede, em seu conjunto, 1,90m. O grande destaque está no sangue que escorre das chagas de...

Alerta do Ministério Público Federal e da Polícia Federal

    Foto ilustrativa web.     Repasso uma informação importante a todos nossos leitores e amigos, pois tenho recebido muitos e-mail de intimação que inicialmente ditos serem da Policial Federal e do Ministério Público Federal, imaginei que pudesse ser fraude, entrei em...

Festival Nacional de Corais em Caxambu MG.

        A administração 2017/2020 de Caxambu a cada dia nos surpreende, o envolvimento do Prefeito Diogo Curi e o Vice Luiz Henrique com a transparência administrativa, o apoio à cultura, e ao desenvolvimento da cidade em prol da população é nítida.  ...

Professor Mariano Salas e Agostina Andreata.

        Estava passeando pela web em pesquisa de novos talentos, e tive o prazer de ver a História da menina Agostina Andreata, que sonhava em dançar porém sua deficiência não a deixava realizar este sonho.         Uma história que seria...

1ª Feira do Agronegócio do Circuito das Águas

        A 1ª Feira do agro negócio do circuito das águas tem o objetivo de aglutinar pessoas em prol da construção de um evento anual que auxilie no desenvolvimento econômico, técnico, social e ambiental na Região do Circuito das Águas de Minas...
<< 4 | 5 | 6 | 7 | 8 >>