Augusto dos Anjos.

Augusto dos Anjos.

        Um dos maiores biógrafos de é outro conterrâneo seu, o médico paraibano Humberto Nóbrega, trazendo à tona A poética carnavalizada de Augusto dos Anjos uma das críticas mais relevantes às contribuições à investigação científica sobre o EU por meio de sua obra de longo fôlego, publicada em 1962, pela editora da primeira Universidade Federal da Paraíba, na qual o biógrafo Humberto Nóbrega foi também Reitor.

        Augusto dos Anjos nasceu no Engenho Pau d'Arco, atualmente no município de Sapé, Estado da Paraíba. Foi educado nas primeiras letras pelo pai e estudou no Liceu Paraibano, onde viria a ser professor em 1908. Precoce poeta brasileiro, compôs os primeiros versos aos sete anos de idade.

        Em 1903, ingressou no curso de Direito na Faculdade de Direito do Recife, bacharelando-se em 1907. Em 1910 casa-se com Ester Fialho. Seu contato com a leitura, influenciaria muito na construção de sua dialética poética e visão de mundo.

        Com a obra de Herbert Spencer, teria aprendido a incapacidade de se conhecer a essência das coisas e compreendido a evolução da natureza e da humanidade. De Ernst Haeckel, teria absorvido o conceito da monera como princípio da vida, e de que a morte e a vida são um puro fato químico. Arthur Schopenhauer o teria inspirado a perceber que o aniquilamento da vontade própria seria a única saída para o ser humano. E da Bíblia ao qual, também, não contestava sua essência espiritualística, usando-a para contrapor, de forma poeticamente agressiva, os pensamentos remanescentes, em principal os ideais iluministas/materialistas que, endeusando-se, se emergiam na sua época.

        Essa filosofia, fora do contexto europeu em que nascera, para Augusto dos Anjos seria a demonstração da realidade que via ao seu redor, com a crise de um modo de produção pré-materialista, proprietários falindo e ex-escravos na miséria. O mundo seria representado por ele, então, como repleto dessa tragédia, cada ser vivenciando-a no nascimento e na morte.

        Dedicou-se ao magistério, transferindo-se para o Rio de Janeiro, onde foi professor em vários estabelecimentos de ensino. Faleceu em 12 de novembro de 1914, às 4 horas da madrugada, aos 30 anos, em Leopoldina, Minas Gerais, onde era diretor de um grupo escolar. A causa de sua morte foi a pneumonia. Na casa em que residiu durante seus últimos meses de vida funciona hoje o Museu Espaço dos Anjos.

        Durante sua vida, publicou vários poemas em periódicos, o primeiro, Saudade, em 1900. Em 1912, publicou seu livro único de poemas, Eu. Após sua morte, seu amigo Órris Soares organizaria uma edição chamada Eu e Outras Poesias, incluindo poemas até então não publicados pelo autor.

 

Fonte: Wikipédia

Biografias de Escritores Brasileiros.

Maria do Carmo Rodrigues

        MARIA DO CARMO RODRIGUES,natural de Visconde do Rio Branco-MG,nascida em 16 de Julho de 1959,filha de Vitalino José Rodrigues e Nelsina de Almeida Rodrigues.         É mãe de Aline,Weber e Cinthya e reside em Caxambu desde...

Aldo Moraes

        Filho de Noé Salustiano de Moraes e Maria Helena de Oliveira, Aldo sempre gostou de escrever e ganhou seu primeiro concurso aos nove anos de idade, numa redação sobre Monteiro Lobato, promovido pela Secretaria Municipal de Educação de Londrina. Foi aluno...

Carolina Utinguassú Flores

    Carolina Utinguassú Flores nasceu em 1984, em Porto Alegre (RS). Formou-se em 2005 como técnica em edificações e trabalhou por sete anos na construção civil. Em 2011, ingressou na Faculdade de Letras, foi bolsista de iniciação científica e de projeto de docência pela Capes....

Alcione Sortica

           Alcione Sortica, Cachoeira do Sul, 17 de dezembro de 1935) é um escritor brasileiro.         Ativista cultural, é membro e presidente do conselho fiscal da Academia de Artes, Ciências e Letras...

Sergio de Sersank

        Poeta paranaense natural de Florestópolis, define-se como homem comum, em paz consigo e com a vida. Libertário. Independente. Um cidadão do mundo ou “monda civitano”, na língua esperanto, que fala com fluência e divulga com otimismo. Sersank vem de...
<< 3 | 4 | 5 | 6 | 7 >>