Antologia Poesias Sem Fronteiras.

Antologia Poesias Sem Fronteiras.

        Hoje venho compartilhar com todos nossos amigos mais esta conquista literária.

        Participei do “XII Concurso Literário Poesias sem Fronteira” no início deste ano, concurso com a divulgação nacional organizado pelo Escritor e Acadêmico Marcelo de Oliveira Souza do Rio de Janeiro e publicado pela “Editora Sucesso” de São Paulo.   Entre tantos trabalhos e poetas consagrados em nosso país, meu poema “Profecias” foi um dos finalistas, que me deu a oportunidade de fazer parte desta Antologia.

        Conheçam o poema “Profecias” e nossos confrades participantes deste trabalho.

 

 

Profecias.

Eu vi o nascer da vida,

ouvi o anunciar da morte,

escutei palavras de profecias,

e pude vê-las sendo cumpridas.

 

Estando acordado,

estive na presença dos anjos,

os ouvi profetizarem a vida e a morte,

e com eles falei.

 

Boas novas me foram revelados,

e como cartas elas foram seladas.

 

Em comunhão vos digo,

por esta pequena oração,

Deus está te entregando a paz.

Tirando de você neste instante toda sua aflição,

que rega suas lágrimas e entristece seu coração.

 

Em outorga por revelação,

afirmo a ti agora em reflexão,

que neste instante Deus está fazendo sua obra,

entregando-te a confirmação,

do pedido feito por ti na sua oração.

 

A você que neste instante ora comigo,

tenha certeza que Deus está contigo,

estas palavras a mim foram dadas,

por meio do arcanjo Gabriel,

o anjo da anunciação,

da fé em ressurreição.

Amém.

Leandro Campos Alves.

Junho de 2016

 

Primeiros Colocados.

 

Valéria Pisauro, de Campinas – São Paulo.

 Primeira Colocada com o poema “BRAILE”.

 

Geralda Neres da Paz, de Salvador – Bahia.

Segunda Colocada com o trabalho “CORPO INQUIETO”

 

Glaucia Regiane Nunes Polini, de São Francisco do Sul, Santa Catarina.

Terceira Colocada com o poema “CABELOS MOLHADOS”

 

Menção Honrosa.

 

Angélica Maria Villela Rebello Santos, de Taubaté, São Paulo.

Poema – Abril: Mês de Amácio Mazzaropi e José Bento Monteiro Lobato.

 

Lenira Rangel Caramuru, do Rio de Janeiro, RJ.

Poema – O Amor Engaiolado

 

Mitiko Yanaga Une, do Rio de Janeiro, RJ.

Poema – a Voz do Papai

 

Marlene Bittencourt, de São Paulo, SP.

Poema – Sonetos do Adeus.

 

Silvio Parise, de Rhode, EUA.

Poema – Amor: Um sentimento que Desconhece Fronteiras.

 

Finalistas.

Alagoas

 

Luiza Maria Rodrigues dos Santos – Maceió.

Poemas: Silêncio – Ato de Pensar.

 

Amapá

 

Airton Oliveira – Macapá.

Poema: Um Grito de Mudança.

 

Amazonas.

 

Kesianne Suelen Barbosa Ferreira – Manaus.

Poema: Poesia.

 

Bahia.

 

José Carlos Santos Concessor – Buerarema.

Poema: Seu Beijo

 

Sérgio Ribeiro – Coaraci.

Poemas: Delírios – Navegarei.

 

Antônio Santana – Condeúba.

Poema: Injustiça Humana.

 

Daniel Alves Marques – Itaparica.

Poema: Experiência.

 

Darcy Brito – Salvador.

Poema: Eu e o Tempo.

 

Hélio Bacelar Viana – Salvador.

Poemas: Tatuagem – Dervixe.

 

Marivaldo E. Hora – Salvador.

Poema: Amor Transcendental...

 

Rita de Cássia Ribeiro de Queiroz – Salvador.

Poema: A Outra.

 

Roselena de Fátima Nunes Fagundes – Salvador.

Poema: Maio.

 

Tonny Bittencourt – Salvador.

Poema: Talhas ao Vento.

 

Ceará.

 

Francisco Rosemiro G Ximenes Neto – Cariré.

Poema: Maestria.

 

Célia Oliveira – Fortaleza.

Poema: Solidão.

 

Alexandre Cezar da Silva – Ocara.

Poema: Acauã no Boca da Noite.

 

Distrito Federal.

 

Carlos Henrique Vieira Barbosa – Brasília.

Poema: Melancolia.

 

Nilva Souza – Brasília.

Poemas: Chuva – Alma Inquieta.

 

Espírito Santo.

 

Natani da Silva – Cachoeiro de Itapemirim.

Poema: Vi

 

Goiás.

 

Carmelita Ribeiro Cunha Dantas – Aparecida de Goiânia.

Poemas: Ética – Buriti.

 

Antonia de Paula Ribeiro – Goiânia.

Poemas: Sob Jugo – Debaixo das Cinzas.

 

Jeronimo Luiz Gonçalves – Goiânia.

Poema: Refugiado.

 

Mato Grosso.

 

Leila da Silva Pimenta Dombroski – Juina.

Poemas: Corpo e Alma – Sopro de Vida.

 

Minas Gerais.

 

Ana Cordeiro Pereira – Belo Horizonte.

Poema: Quem?

 

Cleusa Melo – MELL – Belo Horizonte.

Poema: Saudade do Nosso Tempo!

 

Lin Quintino – Belo Horizonte.

Poema: Tua Boca.

 

Leandro Campos Alves – Caxambu.

Poema: Profecias.

 

Marcela dos Santos Lima – Lafaiete.

Poema: Obsessões.

 

Aparecida Dias de Oliveira Torres – Santa Maria de Itabira.

Poema: Passarinho na Janela.

 

Paraná.

 

Roberto Matheus Lacerda Golfete – Cornélio Procópio.

Poema: A Sombra.

 

Mauricio Domingos Alves – Londrina.

Poema: O Espinho da Rosa.

 

Neri França Fornari Bocchese – Pato Branco.

Poema: O Vento, Sempre Uma Presença.

 

Marcos Pereira dos Santos – Ponta Grossa.

Poema: Noite de Insônia.

 

Pernambuco.

 

Nildo Alfredo Barbosa – Jaboatão dos Guararapes.

Poema: Decisão.

 

Rio de Janeiro.

 

Érika Lourenço Jurandy – Rio de Janeiro.

Poemas: Abismo da Alma – Um Último Abraço.

 

Luciene da Costa Borges dos Santos – Rio de Janeiro.

Poema: O Caminho do Menino.

 

Dalva Martins Frahlich – São Gonçalo.

Poema: Já é Tarde

 

José Luiz Paiva da Silva – Seropédica.

Poema: A Festa das Borboletas.

 

Rio Grande do Norte.

 

Plácido Ferreira do Amaral Júnior – Caicó.

Poema: A Fome.

 

Rio Grande do Sul.

 

Gabriele Loureiro Bruschi – Porto Alegre.

Poemas: Ah, Como Uma Brisa!

 

Santa Catarina.

 

Henrique D’eça Neves – HIKE –Florianópolis.

Poema: Quero.

 

Rosangela Calza – Florianópolis.

Poema: Delírio

 

Sebastián Ezequiel Martinez – Florianópolis.

Poema: A Procura

 

São Paulo.

 

Betinho Meira – Bauru.

Poema: Água II

 

Anderson Yutaka Kurahashi Naki – Birigui.

Poema: Sexo Texnológico.

 

José Airton Mellega – Piracicaba.

Poema: Nosso Amor.

 

Antonia Aleixo Fernandes – São Paulo.

Poema: O Caminho do Rio.

 

Carmen Lucia Hussein – São Paulo.

Poema: O Operário.

 

Ielita Cristina Quirino de Morais – São Paulo.

Poemas: Despertar- Alfabeto das Virtudes.

 

Eloy José Rondon – Taubaté.

Poema: Eu só Queria que o Mundo Fosse Melhor.

 

Sergipe.

 

Cláudio Araújo – Estância.

Poema: Protagonista.

 

Portugal.

 

Rosa Maria Correia Marques – Porto Santo.

Poema: Um Olhar Sobre a Cidade.

 

Finalizando a Antologia o poema de seu Organizador.

Marcelo de Oliveira Souza.

Poema: A Força do Escritor.

 

Produzido no Brasil em Junho de 2016

Grupo Editorial Celeiro de Escritores.

www.celeirodeescritores.org

Lançamento de Livros.

Pedrinho e Seu amigo Joãozinho

    Pedrinho é um menino de apenas nove anos de idade, que surpreendia a todos com sua educação e preocupação com os seus amigos. Um belo dia, ele conheceu o Joãozinho, o qual tinha uma deficiência física. Daí nasceu uma amizade linda entre os dois. Pedrinho mostrou a seu amigo...

Thainá e Seus Sonhos

    Thainá é uma jovem de apenas vinte anos, nascida de uma família bem humilde. A Thainá tinha vários sonhos, um deles era se formar uma jornalista e outro era encontrar o seu grande amor e se casar. Ela não mediu esforços e foi à luta, ela sabia que não seria fácil, mas ela colocou...

Superando os limites

Sinopse       "Thaís nasceu no ano de 1990, na cidade de Campos dos Goytacazes, onde vive até os dias atuais. Seu nascimento foi um pouco complicado, pois ela passou da hora de nascer. Sua mãe chegou ao hospital às quatro horas da madrugada, morrendo de dor, mas ela só...

O NOSSO MUNDO

Por PAULO VALENÇA Contos e Romance   O TEXTO DE PAULO VALENÇA (*) Silveira Nunes           O presente livro reúne contos e o romance que, aliás, dá título ao mesmo, O NOSSO MUNDO.             Paulo Valença em seu...

Andarilhos

Sinopse   “O Sertão é o Mundo”, disse, certa vez, Guimarães Rosa. O mesmo poderíamos dizer sobre o Pampa, esta espécie de sertão meridional que baralha fronteiras e entremescla muitas pátrias. É no vasto e inesgotável, rico e melancólico mundo pampiano que transitam os personagens de R....

Histórias do além

   (assombrações, experiências sobrenaturais, visagens, tesouros, ...) Por:Rogério Corrêa        Por ter nascido e vivido boa parte da minha vida no interior de Minas Gerais, desde pequeno ouvi causos de assombrações, experiências sobrenaturais, tesouros,...

Relações.

Por Cosme Custódio   Sinopse       O surrealismo é, antes de tudo, uma forma de vida com propostas estilísticas pensadas diretamente para o mundo do espetáculo.     A Serra da Cantareira, desenhada no horizonte, de onde a tudo se avistava, com os pássaros...

Analogia Antologia Poética por Ukwakusima Jonas

Sinopse         A presente obra reflete a trajetoria pelo prazeroso universo da poesia, pelo qual o Ukwakusima Jonas nutri, há algum tempo, uma paixão desmensurada e assumida.         Vale a pena, por isso,...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>