Andarilhos

Andarilhos

Sinopse

 

“O Sertão é o Mundo”, disse, certa vez, Guimarães Rosa. O mesmo poderíamos dizer sobre o Pampa, esta espécie de sertão meridional que baralha fronteiras e entremescla muitas pátrias. É no vasto e inesgotável, rico e melancólico mundo pampiano que transitam os personagens de R. Tavares: Pedro Guarany, changador marcado por uma antiga tragédia; João Fôia, lacônico homem cuja real personalidade é um mistério; e o francês Alphonse Saint Dominguet, cujo olhar forasteiro revela a estranheza, os arcaísmos e a alma profunda destes rincões à margem do mundo.  

Esses três andarilhos se reúnem em uma improvável comitiva de viagem, passando por cenários pitorescos, enfrentando ameaças e, principalmente, o passado - sempre à espreita (como um tigre nas matas) - pronto para cobrar seus tributos.

Trata-se de uma história que envolve temas universais, como o amor, a perda, amizade e (quem sabe) a redenção, e que apresenta grandes e verossímeis personagens - que criam empatia logo nos primeiros traços.

Adquira seu livro emescritortavares.com.br/andarilhos/

 

R.Tavares – Biografia

 

O escritor R. Tavares é advogado trabalhista e escritor. Busca as temáticas universais, alternando suspense, terror e fantasia, porém sempre pintados com referências regionais. Acredita que o domda escrita pode – e deve – ser aperfeiçoado através do estudo das técnicas narrativas dominantes. Além disso, é um leitor compulsivo e trás toda essa bagagem de leitura em seus textos. Especializou-se em Criação Literária pela Universidade da Região da Campanha, além de frequentar inúmeras oficinas de escrita criativa, ministrada por palestrantes como Alcy Cheuiche, Letícia Wierzchowski, André Vianco, Tiago Novaes, dentre outros.

 

O que R. Tavares diz sobre sua escrita?

Por isso, escrevo…
Tavares para muitos. Rodrigo para poucos. Nasci aos vinte e nove dias do mês de outubro de 1986. Tive uma infância alegre, conheci por aí os meus grandes amigos que, graças a Deus, conservo até hoje.

Fui aquele guri educado, sempre adorei conversar com os mais velhos, muito apegado a minha família, em especial aos meus pais, e minhas avós. Aquele tipo de criança com jeito de gente grande.

Nunca gostei de brinquedos eletrônicos. Sempre preferi assistir a um bom filme, brincar com meus bonecos. Foi aí onde criei minhas primeiras histórias. Fantasias… Sempre tive o estranho hábito de conversar sozinho. As pessoas na rua às vezes reparavam, e eu assoviava, para fingir que estava cantando alguma música.

As melhores lembranças estão nos churrascos de família, feitos pelo meu pai, a mãe me mandando estudar, os verões que passamos no Cassino, as temporadas na estância, as campereadas no zaino velho, as pescarias, os anos no Colégio Espírito Santo, a vergonhosa dificuldade para aprender a andar de bicicleta.

Embora me considere simpático, faço o tipo observador. Gosto de entender os outros, procuro ouvir mais do que falar. Acredito que, em algumas ocasiões, o silêncio é o melhor dos conselhos.

Carrego comigo uma inquietude muito grande, que sempre me motiva a dar novos passos, trilhar outros caminhos. A música me encanta, me acompanha, me inspira. Mas a poesia ficou pequena para expressar tudo àquilo que guardo em meus segredos.

O medo é meu companheiro. Medo de errar, medo de não conseguir. Medo de não ter tempo para fazer tudo aquilo que quero e planejo.

As palavras permitem que eu mate esse medo do incerto. São elas que diminuem a saudade que sinto de tudo que não vivi e que gostaria de ter vivido, de tudo que não fui e gostaria de ter sido, de todos que não conheci e gostaria de ter conhecido. De todos que convivi, mas já partiram para um outro plano.

É por isso que eu escrevo. Preciso dividir com os outros tudo o que povoa minha mente.
Convido todos vocês a curtirem minha página no Facebook e a acompanhar meus projetos de escrita, crônicas, contos e o material do nosso coletivo de autores, a Oficina Fantástica.

Fonte: R. Tavares

escritortavares.com.br/

 

Lançamento de Livros.

Dicionário Simplificado do Estudo Espirita.

A OBRA     Este Dicionário difere dos demais dicionários espíritas pelo fato de que transcende palavras e expressões exclusivamente espíritas, ao compilar vocábulos complexos dos principais livros da literatura espírita, que o autor releu, nesta busca, desde Allan Kardec até as mais...

O Poder de ser Racional por Evilásio De Sousa

CAPÍTULO 5. O PODER DO ALTRUÍSMO. As Correntes Eletromagnéticas Do Bem Civilizacional São Tão Intrincadas Que Se Precisa De Estudos Científicos; Para Se Poder Percebê-Las, Compreendê-Las E Identificá-Las Umas Das Outras. Assim Estão Simbioticamente Analogiando. O ALTRUÍSMO,  A EMPATIA,  A...

Memórias por Sonia Calembo Cruz de Oliveira

Sinopse       Nessa coletânea, a autora valoriza e partilha os laços de família. Se a caminhada e a sabedoria das gerações não forem partilhadas corremos o risco de perder nossas raízes culturais, nossos valores experimentados no decorrer de nossa vida. Ou registramos esses...

Lançamento da Antologia Poética “CEM POEMAS, CEM MIL SONHOS

Homenagem aos 50 anos da Passeata dos Cem Mil: maior manifestação popular contra a Ditadura Militar no país”       A PASSEATA DOS CEM MIL foi uma manifestação popular contra a Ditadura Militar no Brasil. Organizada pelo movimento estudantil,...

Azul Instantâneo

    O Livro “Azul Instantâneo” do autor Pedro Vale com arte e design gráfico de Hernando Urrutia pode se dizer que é uma obra instigante e apaixonante.     É muito difícil avaliar obras de outros escritores, pessoalmente não é meu forte, pois sei o tamanho do desafio...

Amor Infinito

    Você conhece o livro AMOR INFINITO? Não?     Ele conta histórias de amor, vividas em três épocas diferentes do tempo.     Começa no longínquo ano de 2327, onde Yara e seu namorado Felipe descobrem que a joia que ela tem como herança de família, na...

Além do Cordão de Prata, Labirinto dos Sonhos

por Patrícia Fernandez (Autor)   Além do Cordão de Prata, Labirinto dos Sonhos, não é um simples dicionário de sonhos que tem significados e sim experiências extremamente reais, projeções e vivências além do limite de nossa consciência, que vem desde a infância. A tendência que tenho...

Deixando para trás - Uma história de esperança e futuro para uma criança refugiada

o livro infantojuvenil “Deixando para trás - Uma história de esperança e futuro para uma criança refugiada” na Livraria Martins Fontes Paulista a partir das 16h. O livro será lançado pela Franco Editora e tem autoria de Ana Dantas e ilustrações de Vanessa Alexandre. A livraria fica na Av. Paulista,...

MÃE PRETA de Celeste Cortez

E começa assim: I Moçambique — Chimoio, Vila Pery: Apesar da dor que sentia no peito, que mal me deixava respirar, não poderia parar. O sol que, quando deixara a casa do Simião, parecia uma enorme bola de fogo amarelo-avermelhada, tinha já desaparecido para os lados da Serra do Vumba. Vezes...

Lançamentos da Semana

Semanalmente, a Autografia lança novos títulos, que ficam disponíveis na loja da editora, entre outros canais de venda. Alguns desses lançamentos contam com eventos com a presença dos autores. Confira aqui as novidades desta semana: O Rei Amoroso – Michelle Magalhães  “O livro...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>