Amigo Eterno

Amigo Eterno

Hoje a matemática ficou órfã,

perdeu sua operação de multiplicação.

Multiplicar conhecimentos,

a lealdade e o discernimento.

 

Multiplicar a verdade,

a palavra amiga,

o laço de amizade,

a voz da autoridade.

 

Multiplicar o amor pelo ensino,

a gana do saber.

Nos preparando para o futuro,

que o mundo tem a nos oferecer.

 

Minhas lágrimas hoje são versos,

meus versos algarismo de saudades.

Saudades pelo amigo professor Martinho Dias,

saudades eternas de seus alunos de Liberdade.

 

Poema Amigo Eterno.

Leandro Campos Alves.

Livro Memórias Póstumas.

Lançamento para 2018.

 

        Poema de despedida e homenagem ao grande amigo e mestre Professor Martinhos Dias, que nos deixou em 25 de agosto de 2017, e deixará muitas saudades.

 

Todos direitos estão reservados ao autor  conforme artigo (Lei 9610/98).  

 

Meus Poemas.

Fogão a Lenha.

Foto arquivo pessoal Gisele C. de Souza   Lembro claramente, daquele fogão de lenha. vermelho reluzente, com chapa negra e bem quente. Sua fumaça sai calmamente, pela chaminé que ficava a sua frente.   Construído sobre o chão liso, verde era a cor daquele piso.   Em pé ao seu...

Despedida.

Sonhei com a morte, acordei para vida. Vi sonhos morrerem com tempo, mas vi o tempo ressurgir em mim.   Com pensamento sempre no futuro, esqueci de viver o presente. Passei a sonhar com o passado, e a vida? Simplesmente passava.   Vi amigos partirem, vi a morte de perto, e...

Somos Chapecoenses.

    Comoção mundial, Harmonia de orações no dialeto dos anjos; A saudade que marcou e marcará eternamente a história. Pessoas e profissionais a busca de seus sonhos, agora são saudades. Esta tragédia deixou não só a marca da dor, Com certeza deixou heróis, marcou nações,...

Oração de Súplicas.

Senhor meu Deus, Pai da sabedoria e da onipotência. Aquele que sombreia seus filhos, com retidão, graças e benevolência.   Sois a razão da vida e da morte, sois a fonte da saúde e do amor. Sois o juiz dos juízes, sois o onipresente sentenciador.   A ti Pai eterno, prostro meus joelhos em...

Desilusão Contextual.

Hoje não sinto mais prazer, perdi minha inocência, minha crença, minha própria consciência.   Crer nas pessoas cegamente é errado, mas quem poderia ver que em um Homem, existiria sonhos e esperança, e a inocência pura de criança?   Pena que tardio aprendi, vi minha vida sendo...
<< 3 | 4 | 5 | 6 | 7 >>