A Feiticeira

A Feiticeira
Dizem que elas são muitas, e moram em qualquer lugar. E dizer que não acredito seria perda de tempo, pois a vida é tão cheia de mistérios que não me surpreenderia se eu mesmo fosse uma. Então vá lá ... Uma vez, eu menina ainda, ia tomar banho no açude nas terras de meu pai, estava para completar minha intenção, quando escuto um som de flauta que vinha dos eucaliptos próximos. E eu queria tomar banho, porque se meu pai visse não deixaria eu faze-lo, mas aquela flauta me chamava, então eu tinha que ver o que era aquela música estranha. Fui andando e seguindo a cerca para não perder o caminho de volta. Ja estava desistindo quando ouvi um gemido.Gelei de medo e quase ia correr de volta para casa quando ouvi uma voz familiar. Era o meu primo Valdir, que ao cruzar a cerca havia sido picado por uma cobra coral. Corri chamar meu pai que tinha o antidoto em casa e a seguir levou-o para o hospital da cidade. 
Nunca soube de onde vinha o barulho da flauta, mas salvei meu primo de morrer.
 

https://www.facebook.com/GuerreiraXue/

 
 

Artigos Literários por Hilda dos Santos Milk.

O SEGREDO DA ILHA VERDE

  Boa noite gente amiga.  Estive fora por algum tempo desse site e peço desculpas pela ausência, é muito trabalho e nem sempre dá tempo para tudo que gostamos. Estou muito feliz com a visibilidade do site e pelo apreço com que o meu querido amigo e escritor Leandro Alves dedica a...

O ROUBO QUE TROUXE FAMA

Boa tarde amigos leitores!   Vocês sabiam que antes de 1911 o quadro de Mona Lisa  era praticamente anônimo?  O quadro, obra do Leonardo da Vinci, foi roubado. Muitas pessoas foram presas por suspeitas para averiguações, inclusive o pintor espanhol, não tão famoso na época,...

SENSO COMUM

Na rotina diária o homem respira, trabalha, come e dorme. Suas diversões são; futebol das quartas e a bebedeira das sextas, acompanhado de outros bêbados que chamam de hora feliz. Certo ou errado, cada um é que sabe de si. Algumas mulheres acompanham o ritmo, dando colorido ao...

O Ladrão do Tempo

Na era da escuridão ele já existia, e quando se fez a luz, ele ausentou-se, pois foi de ferias para África. Ao retornar ao país de origem ele estava entrado em anos, e os amigos de infância tinham morrido. E ele chorou. Nesse momento que ele percebeu que o tempo não ligava para a sua morte. Depois...

Tia Irene

Quando era menina morava na Vila Harmonia, e logo depois do rio vivia uma mulher sozinha, a quem todos chamavam de tia Irene, e se era minha, eu não sei. Há que se diga que esse nome é de bruxa mesmo. Segundo as línguas do lugar ela tirava mau-olhado, tristeza, devolvia a alegria e fazia homem...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!