Sonetos da Trilogia.

Sonetos da Trilogia.

foto web, os creditos poderão ser dados mais tarde ao autor.

 

 

 

Sonetos da Trilogia.

 

Soneto a Felicidade.

 

Algumas vezes me perco em meus sentimentos,

ando dentro de meus pensamentos,

e vejo os meus lamentos.  

 

Lembro-me da felicidade...

Mas qual felicidade?

Sei lá...

Pois se um dia a senti agora não me lembro.

 

Qual o gosto deste sentimento?

 

A infância passou,

a idade com tempo chegou,

e a vida a alegria de mim levou.

 

Mas...

Como uma fênix,

após anos de dormência,

senti a sua leve presença.      

 

 

 

A Morte do Soneto.

 

Após duas palavras mal colocadas digo...

O que será felicidade?

Para ela existe idade?

 

Senti um pouco de euforia como uma tempestade,

que veio em minha plena maturidade,

anos após a minha mocidade.

Mas digo...

 

O que será felicidade?

 

Será ela tão frágil assim?

Como um sapato de cristal! ...

Que quando novo é reluzente,

liso e transparente.

 

Se assim for então, hoje certo eu digo.

Meu cristal não é mais liso...

O caminho da vida o arranhou, feriu e apagou.

A vida então a felicidade de mim levou.

 

                   

A Morte do Dueto.

 

 

Meus lábios não sabem mais sorrir.

Hoje eu descobri,

que a felicidade foge de mim.

 

Pois então digo...

Aonde anda a minha felicidade?

Ela existe de verdade?

Será ela apenas uma amizade?

 

 

Não digo isso por lamento,

entenda meu pensamento,

Será ela coisa de momento?

 

Digo então...

Meu cristal não mais reluz.

A felicidade como ela não mais me seduz.

Vou catar os cacos e tentar recompor a sua luz.

 

 

Leandro Campos Alves.

2015.

 

 
Número de páginas: 101 

Edição: 1(2016) 

Formato: Pocket 105x148 

Coloração: Preto e branco 

Acabamento: Brochura s/ orelha 

Tipo de papel: Offset 75g

 

 

 

 

 

 

 

 

www.clubedeautores.com.br/book/206358--Sonhos?topic=mensagens#.VwWSpPkrLIU

 

 Todos direitos estão reservados a autor  conforme artigo (Lei 9610/98).


 

 

Meus Poemas.

Torre de Babel, por Leandro Campos Alves.

Torre de Babel.       O vento é o nosso polinizador de vidas, o responsável por levar a vida, dar a vida, conduzir a vida.   E com o seu veludo e delicado aconchego, ele leva sementes e pedalas aos quatro cantos do mundo.    E hoje como vento, lembro-me dos...

As Mãos que Afagam, por Leandro Campos Alves.

As Mãos que Afagam.     São minhas aquelas mãos. As mãos que afagam o seu sono, que segura e protege seu tombo.   São minhas aquelas mãos. As mãos que apoiam seu caminho, que acalenta seu coração, que te dá o porto...

Peteca do Destino.

foto pixabay dominio publico         Peteca do Destino.         Quando te ganhei, esposei em meus lábios o sorriso. E da surpresa da vida, então chorei.   Alegria em ter-lhe em minhas mãos, logo o seu feltro abriu. O aroma de sua juventude exalou-se pelo...

Celeiro de Minas, por Leandro Campos Alves.

Celeiro de Minas.   Cravada no seio de Minas, entre as montanhas da Mantiqueira, fica minha pequena cidade, com toda sua diversidade.   Mesmo trazendo neste livro, a minha filosofia interior, não posso deixar de mencionar, o celeiro de cultura, que flora na minha pequena cidade, isso...

Louco Carrossel, por Leandro Campos Alves.

Louco Carrossel.     A vida é como um carrossel. Louco carrossel.   Com o nosso nascimento adquirimos direito ao seu passe. Embarcamos neste brinquedo com o nosso primeiro choro. E na roda da vida,                    ...

Resposta Divina, por Leandro Campos Alves.

Resposta Divina.           O nosso caminho é penoso e distante, nosso corpo sente dor e cansaço, e ao longe enxergamos nosso destino e seguimos viagem. Muitas vezes, olhamos para o horizonte de nossas vidas e clamamos ajuda a...

Minha Prece ao Senhor, por Leandro Campos Alves.

          Algumas vezes na vida, olhamos para o que temos a ganhar no futuro, e o que ganhamos no passado, porém esquecemos-nos de olhar para cima ou para dentro de nossos sentimentos, e ver quem realmente é nosso...

Menção de Despedida, por Leandro Campos Alves.

            Minha homenagem a poetiza.             Leticia de Barros 1972 a 2014            Menção de Despedida.    Hoje a perda bate a porta. Perda dolorosa. Perda nobre. Que dói e vai deixar muita...

Tempo, por Leandro Campos Alves.

   TEMPO.    Gostaria de ter o poder sobre o tempo, tempo saudoso, tempo virtuoso,  mas cruelmente maldoso.  Ah passado distante da vida real,  presente indiscreto,  e futuro incerto.  Juventude perdida,  num laço...

Vida, por Leandro Campos Alves.

Vida.   Não sei se vivo a vida, ou se é ela que vive em mim, sendo apenas minha grande amiga, ou quem sabe outrora, minha própria inimiga.   Sou instrumento de seus desejos, que sendo ela moleca, e sorrateira, algumas vezes se faz de zombeteira.   Acordo em minutos e...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Poemas, crônicas e textos de diversos Autores.

Vinícius Reis

    O texto é ótimo, porém com um nível cultural de verbetes e uma singularidade muito expressiva, posso afirmar que a compreensão só dará aos leitores elevados de cultura, por sua complexidade na estrutura.     Mas esta minha humilde opinião não é negativa, e sim,...

A Promessa

        Um rapaz de Cascavel - PR comprou uma moto mas não tinha habilitação, passeando com sua moto pela BR 277 vendo uma blitz da PRF de longe, não tendo como voltar ele desceu da moto e foi empurrando. Passando pela blitz o policial o chamou mas ele já foi logo...

Valdeck Almeida de Jesus

A chegada de Michel Temer no Inferno   Batizado com esse nome É mesmo para temer, Pois parece aquele verbo Criado pra estremecer Todo mundo se amedronta Somente de ouvir dizer.   Ele foi para o inferno Buscar força pra mandar Acabou com o capeta Destruiu tudo por...

Ligia Beltrão

Nós Perfeição   Amo as tuas mãos delicadas Que tiram do meu corpo canções Nas noites pálidas e enluaradas Dentro de nós vibram as emoções   Meus olhos vagam num mar incerto Dos desejos que em meu corpo tremem De pensar em ti de mim tão perto Palavras tontas... Versos que...

Gisiéle Gargioni

        O que falar de um talento assim?         Sei que palavras talvez não seja suficiente para descrever uma poetisa plena, completa.         Me rendo aos poemas de Gisiéle Gargioni – “A princesa da serra...

Laércio Tadeu Januário

O mundo chamado Família.           Neste louco mundo chamado Vida, somos nela lançados através do amor de nossos pais, esta concepção é apenas o início.         Somos apresentados ao mundo através de uma tapa amigo do médico ou...

Memorias de Guerra- Trajetória de Vidas Vividas

        Como não abrir espaço para uma crônica de reflexão destas?         Como não pensar em vitoriosos e derrotados em guerras desumanas?         Como não pensar na vida?      ...

Deunice Maria Andrade.

A fé nos traz a paz, harmoniza nossos sentimentos, abastece nossas forças. Assim como a fé, as palavras, pensamentos e sentimento nobres rega nossa fé. Conheçam um pouco a poetisa que encanta e canta a vida. Leandro Campos Alves. Setembro de 2016.         Conheçam seus...

Miquiáine Laurenço

O que falar de poemas, sem conhecê-los? O que pensar da vida, sem vivê-la? O que imaginar da cultura, sem lê-la?           Cada dia admiro mais as pessoas e os talentos de cada amigo, descubro sonhos e pensamentos, viajo por versos, estrofes e romances.  ...

Hugo Dias "Marduk".

Foi   Foi obra na escuridão, na arte da verdade que nasceu, as flores que sorriu, para o norte que cresceu. Foi corvo que para a morte, no cântico da noite corveja, desprezando a inimizade, da antipatia que inveja. Foi lobos que uivou, sabendo que a noite voltava, os desejos conscientes e...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Notícias Diversas.

Lançamento do livro - Baependi e Caxambu – Fatos e Vidas.

        Gostaria de parabenizar os autores do livro "Baependi e Caxambu – Fatos e Vidas", Dr. Orestes Campos Gonçalves e Isaac Rozental pelo lançamento da obra e pelo ato nobre de doação ao próximo.         Não se trata...

"The Best Antology of Poetry"

        O Escritor Marcelo de Oliveira Souza, Organizador do Concurso Literário Poesias sem Fronteiras e Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza,iwa; autor dos livros A Sala de Aula, Conto e Reconto, Confissões Poéticas e Sobrevivendo,  ganhou o...

III CONCURSO INFANTIL “AJUDE A ESCOLHER O NOME PARA O VAGA-LUME”

  REGULAMENTO O objetivo do CONCURSO INFANTIL “AJUDE A ESCOLHER O NOME PARA O VAGA-LUME” é escolher um nome para o vaga-lume, personagem do livro infantil: “SONHOS DE UM VAGA-LUME” da escritora NEIDA ROCHA.       O CONCURSO INFANTIL “AJUDE A ESCOLHER O...

Antologia bilíngue Português/Francês

ZL Editora abre inscrição para antologia bilíngue Português/Francês       ANTOLOGIA  ESCRITORES DA LÍNGUA PORTUGUESA IV – BILÍNGUE PORTUGUÊS/FRANCÊS.     Esta Antologia será lançada no I Salão do Livro de Montreal-Canadá(setembro-2017) e na França e...

II Encontro Internacional de Profissionais do Livro.

        Com curadoria do PublishNews, programação terá a participação do americano Ed Nawotka, do português Miguel Martins e da alemã Sandra Schüssel           A Bienal Internacional do Livro do Rio de...

Concurso Nacional de Poesias Augusto dos Anjos 2017

        O Concurso Nacional de Poesias Augusto dos Anjos é uma promoção da Prefeitura Municipal de Leopoldina desde seu lançamento, na década de 1990.           Na última quarta-feira, dia 25/07/2017, a Secretaria Municipal de Cultura...

Antologia Chuva Literária.

        Uma Antologia de Autores Nordestinos.         Últimas vagas Chuva Literária – Uma antologia de Autores Nordestinos.           Inscrições até 31 de julho de 2017 ou até o preenchimento das 60 vagas, o...

PARA ONDE VAI A CULTURA?

      Por : Aldo Moraes           Depois da tentativa de extinção do Ministério da Cultura, veio a redução de orçamento e o corte em importantes editais que valorizavam a memória, a formação de público e a criação artística no Brasil. De Norte a...

14º Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães

             Promovido pela Secretaria de Estado da Cultura, Turismo e Lazer do Rio Grande do Sul (Sedactel/RS), por meio do Instituto Estadual do Livro (IEL), em parceria com a Universidade de Passo Fundo (UPF) e a Prefeitura de Passo Fundo, o 14º...

O viajante poderá ser reconhecido como o maior poema mundial da Literatura portuguesa.

        A Deus agradeço e dou honra por esta dádiva, pois só ele é capaz de dar-nos o caminho da vida e mostrar-nos nosso objetivo no mundo.           Aos amigos quero alegremente comunicar que o livro “O Viajante” já está em fase de...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>