revistadeouro.com.br

revistadeouro.com.br

       Convido aos amigos e leitores a conhecerem o blog literário que muito me chamou atenção, pela sua construção, conteúdo e respeito a autoria de suas publicações.

        Um belo trabalho a ser divulgado e reconhecido.  

        Abaixo deixo uma parte do blog “Revista de Ouro” e o link que nos levaram as páginas do conhecimento poético pelo olhar de seus colunistas e redatores.

 

               

 Leandro Campos Alves

Dezembro de 2016.

 

 

1ª Coleção " Toda Nudez "

 
 
Nossas vontades
Marcinha Girola
-
 
seus olhos
tudo que vejo
até o instante do beijo
 
suas mãos
caminhando meu corpo
são circunstâncias esperadas
 
sua boca
tateando meu corpo
não é só o que desejo
 
seu corpo
entre minhas pernas
sob o meu corpo
 
seu corpo
entre as minhas pernas
sobre o meu corpo
 
apenas provocações
 
seu corpo
dentro do meu
e o efeito de desejar
possuir nossas vontades.
 
******
 
Arranhões
Nilson Vieira Moreno
-
 
só sei que eu acordei santo
depois de uma noite imensa
dormi pelado, num canto
ficou calça e inteligência
 
porque não se ignora o apelo
duma sereia que o chama
te engole por entre os seios
te mela e molha na cama
 
desejo, fetiche, tara
não ficou nada de lado
dormir numa noite dessas
deve ser até pecado
 
assumo que me consome
me move e que me extasia
e acordo com nova fome
e uns arranhões, no outro dia.
 
******
 
"ninfeta"
Amanda Vital
-
 
sou uma garota repugnante
presa em minha ninfomania:
 
desde jovem, tudo me excita
 
vestia o shortinho do colégio
e era em sua costura medial
onde me torturava até gozar
 
linha tênue, sexo à beira-mar
 
balançava o quadril na cadeira,
apertava as coxas e me rendia
ao prazer durante aulas e aulas
 
me diagnosticaram hiperativa
mas minha incessante lascívia
calmante nenhum controlava
 
sei que não sou a mais bonita,
mas o orgulho de toda Lolita
é ser eleita a mais depravada.
 
******
 
Kilauea
Radyr Gonçalves
-
 
Fumaça de cigarro – enxofre, charuto cubano
Nuvem que cobre o quarto
E incensa a cama
4711 Nouveau Cologne
Música francesa...
 
Risco teus lábios pequenos
Batom – sabor de ciriguela  
Toco teus grandes lábios
Pincelo um quadro barroco
Anjo. Aluízio e Carla...
 
Pássaros que constroem um ninho
Corações que batem asas
Anjos de um mesmo caminho
 
Amigos que repartem o pão
Amantes que semeiam flores
Notas de uma mesma canção
 
Poesia da comunhão
Sonho e esperança
Corda e violão
 
Desejo e palavra
Alegria e lágrima
Coragem e batalha
 
Carla Flor de primavera
Aluízio perfume de luar
Pincel e aquarela
 
Perante esse casal de Serafim
O mundo parou para contemplar
Estas sementes de amor sem fim
Eva Potiguar
..
 
Lascívia – erupção planejada
Vulcano pele – orgasmo sísmico
Bétula sagrada
Magma
Fogo de acender ventre de deusa
 
Há um Kilauea nos seios de cada mulher
 
Na borda da caldeira há uma poesia incessante
 
Gemido de fada
Lira de conto
Cama etérea
Que vaga entre oceanos
 
Caminho dentro do fogo
Conheço a pólvora
A prova, o jogo...
 
Há um Kilauea ativo nos olhos de cada moça
É só saber o caminho – desbravar o continente
E sentir o calor das lavas invadindo a alma
Pelos vão dos dedos...
 
******
 
Rosa
Mell Shirley Soares
-
 
Tua boca em meu corpo
Traça caminhos
Desperta minhas pétalas
Com teu cheiro de noite
Me enche de espera
Me vem
Me inspira vontades
E eu gosto
 
Gosto quando chegas
Devagar
Me olhas
Me atrai
Me tomas
Me tens
 
Eu botão
Extasiado
Desabrocho lentamente
Sob a sombra
Da luz de teus olhos
Que me tocam
Me sorriem
Me acarinham
Me corujam
E eu gosto
 
Gosto do aroma
Que tua boca deixa
Quando transpira
Sedenta
No meu véu sagrado
Salgado
Me oxida
Desoxida
Repetidas vezes
Insistentemente
Escandalosamente
 
Divertida
Me abro travessa
Em teu peito
Me faço jardim
Te exalando
Cativando
Tingindo
A face
O corpo
Os sentidos
A alma
Desassossegado
Florescer
 
Eu flor
Sinto a doçura latente
Que teus espinhos me provocam
Quando me perfuram os poros
Invadem as minhas reentrâncias
Bebem de minha seiva
Fragmentam o meu caule
Digerem a minha essência
Regendo em secreto
Tchaikovsky
Que minha raiz valseia
 
Altiva
Desvairada
Tua fêmea indelicada
Contorcionista do vento
Deusa do templo
Onde a beleza habita
Desmaio
Fluida
Repetidas vezes
Insistentemente
Escandalosamente
Descontroladamente
Completamente
 
Dominada
 
Banhada pela chuva
Do teu orvalho
Estranha
Me revelo
Rosa
Imperfeita
Que desadorna
Em tuas mãos
Plena
Nua
Crua
Toda inteira
Dentro de ti
 
E sangro
O néctar ácido
Que teu céu adoça
Azeda
Arde
Envenena
Mata
 
E disso
Poeta dos meus avessos
Sei perfeitamente
Que também gostas.
 
*****
 
 
 
AstroElegia para um Gentleman
Flá Perez
-
 
Serei nua e mansa pra ele
em todos os ciclos das águas, em toda mudança de lua,
em todos os signos e casas.
– ainda que a cúspide doze esteja em Leão ou Balança –
 
Serei sempre disposta e propícia em qualquer quadratura dos astros,
apesar das marés e imprevistos.
 
Não há nisso nenhum sacrifício, pois ele não é solícito
somente em eclipses e solstícios.
 
*****
 
Itinerários de lava
Paulo Miranda Barreto
-
 
tocar seus cabelos
deixando arrepios
pelo seu pescoço. . .
 
descer por seu dorso
lendo balbucios
dedilhando pelos. . .
 
enchê-la de dedos
escorregadios
atrevidos, ávidos. . .
 
lamber seus segredos
de espinhos macios
e caminhos úmidos
uivar desvarios
de delírio insano
sem qualquer receio. . .
 
e em seu oceano
derramar meus rios
de lava . . .  sem freio
 
derreter-me arteiro
no fogo devasso
da sua malícia. . .
 
dissolver-me inteiro
no seu corpo lasso
de tanta delícia. . .
 
*****
 
Vida
Erilva Leite
-
 
Tu és a vida que o meu ser palpita...
É como a fonte que jorra frêmito e eterna...
Dos antigos ais já não se esconde,
Pois ali não jaz...
 
Entre perseguidor ou perseguido
Inquisidor ou cativo
Eis-me inteira em teu berço esplêndido...
De alma nua e mãos tão vazias
 
Apenas nasci... Renasci eu acho, ninfa branca, pura e eternamente capaz - de amar...
Das sendas das eras... vagueio até chegar assim... espelho que me governa, espelho de minhas
Mil faces em ti...
 
Lampejos de visões futuras, a duração eterna e a hora
A luz mais linda ao romper da aurora
Eu e você ... você dentro de  mim...
 
*****
 
Teso
Cristhina Rangel
-
 
Na minha boca teso o teu falo _ calo!
Na minha boca a tua seiva - Seda!
Na minha boca teso o teu lábio _ mordo!
Na minha boca o teu queixo teso_ beijo!
Na minha boca a palavra tesa- Sorvo!
 
Na tua boca tesa, minha palavra é gozo!
 
*****
 
Minha entrega
Nildinha Freitas
-
Entre os lençóis de cetim
Sua boca beijou cada parte de mim
E a sua saliva com gosto de mel
Molhou-me inteira.
 
Eu me permiti ser mulher
Sentir o prazer de ser desejada
E você me fez ir e voltar do céu
Sem sequer ganhar à estrada.
 
Entre aberta estava à minha alma
Dei-me inteiramente
E sem receios
Dei-me por me sentir amada.
 
*****
 

Fontewww.revistadeouro.com.br/2016/11/1-selecao-toda-nudez.html?spref=fb 

Revista de Ouro - A cultura Vale Ouro.

 

Todos os direitos são reservados ao blog " Revista de Ouro”, conforme artigo (lei 9.610/98)

 

Só os melhores “Sites e Blogs Literários”.

Rosas, Versos e Espinhos

        É um enorme prazer ao depararmos com talentos e trabalhos que enchem nossos olhos e aquece nosso coração, o que dizer do blog “Rosas, Versos e Espinhos” do poeta Elzivaldo Oliveira,         Simplesmente só conhecendo seu trabalho...

Rádio Debates Culturais

        Este site tem uma interação cultural e um respeito a nossa liberdade de expressão interessante, são entrevistas de diversas áreas da cultura, e o que me chamou a atenção, foi ao ver que em sua página de opiniões, reclamações e críticas, os administradores não...

Conexão com a Vida.

        O mundo literário é incrível, encontramos poetas que se esforçam para serem poetas, encontramos escritores que lutam para ter seu espaço reconhecido, e muitas vezes, encontramos verdadeiras dádivas que se escondem na simplicidade de sua humildade.  ...

Genealogia e História

UMA NOITE DE ALEGRIA - REABERTURA DO IHGRN             Foi indiscutivelmente uma noite de alegria - O Instituto Histórico e Geográfico reabre as suas portas para os seus associados e para o público.      ...

A Magia da Expressão Literária

        "A Magia da Expressão Literária” está na beleza da arte da comunicação humana através da linguagem materializada segundo a combinação dos sons e tons dos fonemas, palavras ou expressões escritos ou emitidos para se referir à realidade ou à ficção inerentes aos...

Poesias em Sonetos.

        Encanto e versos, sentimentos transcritos em estrofes, simplesmente o Talento nato dos grandes literários, convido a todos a conhecerem um pouco do trabalho do Poeta “Paulo Braga Silveira Junior” através de seus poemas “Pensamento em Você”, “Também Culpados”,...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>