Retrospectiva 2015.

Retrospectiva 2015.

        Quero desejar todos os amigos um Feliz natal e um prospero ano novo, cheio de paz, saúde e amor.

        Agradeço carinhosamente a cada um que esteve comigo neste dois anos de vida literária, apoiando e acompanhando nossas publicações, curtindo nosso trabalho e também o trabalho de nossos amigos que aqui são divulgados.

        Que todos tenham a paz e a sabedoria de Deus em todos os dias deste ano de 2016.

        Boas Festas e obrigado pela companhia.

Leandro Campos Alves.

Dezembro de 2016.

 

Retrospectiva.

 

Setembro de 2013.

Lançamento do romance Instinto de Sobrevivência, hoje com 15.000 visitas na página de vendas da editora Clube de autores.

Sinopse:

        A história começa no auge dos anos dourados, em plena revolução industrial e política do país, época em que um casal se encontra e, em seu romance a vida os leva para alguns caminhos e escolhas, sendo algumas fáceis de serem feitas, porém outras bem difíceis.

        Para o jovem casal a vida não seria diferente e, em especial para a mulher que se fez forte e lutadora. Sendo ela esposa e mãe muito protetora, deixando sua própria vida para viver em função de seus filhos.

        E no caminho de lutas e injustiças, esta família cresceu unida pela amizade e os bons conselhos, que mesmo diante da fome e das necessidades financeiras e doenças, eles cresceram com a índole dos bons.

        Um romance de vitórias, alegrias e lutas.

        O nascer que se fez no abrir de seus olhos e findou no fechamento dos mesmos.

 

        No mesmo período contrato elaborado com a Editora Saraiva, para distribuição dos livros digitais.

 

        Janeiro de 2014, participação da Antologia Além do Olhar pela Editora Sucesso, organizada por Zulmar Tamburu.

 

        Em fevereiro de 2014 publicou a nova forma literária de redigir romances, “O Lamento de José”, pelo Clube de Autores e o E-book pela Editora Saraiva; hoje com mais 5.000 visitas na página de vendas da editora Clube de autores.

Sinopse:

 

A vocês eu me apresento,

sou José,

personagem deste lamento.

 

Ainda estou engatilhando,

mas digo e garanto.

Nasci na literatura Mineira,

para acrescentar na literatura Brasileira.

 

Vou mostrar a minha origem,

e ensinar minha estrutura,

para redigir esta nova cultura.

 

Declamarei em versos o romance,

e narrarei o poema escrito,

e ainda a vocês eu digo.

 

Estarei fazendo a minha história,

para permanecer na nossa memória.

 

Apresento este primeiro conto,

contado por mim em uma única tarde,

e narrado pelo meu criador,

Leandro campos Alves, o poeta escritor.

 

Em outubro de 2014 participou da Antologia “Nasce um Poeta” pela Editora SAMPA, antologia organizada pela jornalista e escritora Zulmar Tamburu.

 

        Em fevereiro de 2015 publicou seu primeiro livro de poemas e crônicas, “Metáforas da Vida”, pela editora Clube de Autores e E-book pela Editora Saraiva; hoje com mais 1200 visitas na página de vendas da editora Clube de autores.

Sinopse:

        Este livro traz em seu contexto a metáfora da vida real.

        Em minha adolescência ouvi de um professor a afirmação que eu deveria morar entre os Índios, pois lá era o lugar de pessoas que não sabiam falar e nem escrever direito.

        O tempo passou, e Deus me mostrou um caminho muito além daquele que eu poderia imaginar para mim, o caminho da literatura.

        Ironicamente o único caminho que aos olhos de muitos, eu não poderia nunca trilhar pelo motivo óbvio de minhas limitações. Mas quais limitações?

        Hoje homem feito e pai de família, descobri o prazer da escrita e dos sonhos que nossa imaginação pode nos levar, derrubando ao chão todos possíveis obstáculos de minha vida.

        Contrapondo-se à profecia de meu professor, estou lançando meu terceiro trabalho, que traz meus textos, “crônicas e poemas”, mostrando a verdadeira metáfora da vida.

        Aproveito a oportunidade para agradecer a todos meus amigos, aos meus companheiros acadêmicos, literários e imortais da ABL, pelo carinho e respeito que sempre depositaram em meus trabalhos.

        A dislexia nunca me fez diferente, apenas me mostrou um jeito especial para viver a minha vida.

Que Deus esteja com todos.

 

 

        No início de 2015, recebemos o título de Membro Correspondente da Academia de Letras Teófilo Otoni, AMOR VINCIT OMNIA.

        Em outubro de 2015 organizou sua primeira Antologia,” Liberdade dos Poetas”, pelo Clube de Autores e Publique Saraiva. Antologia ainda a ser lançada oficialmente, hoje está mais 350 visitas na página de vendas da editora Clube de autores.

 

Sinopse.

 

        A antologia “Liberdade dos Poetas” é a realização de um sonho, mas digo de passagem que este sonho não é só meu, mas um sonho coletivo que apadrinhei com maior carinho.

        Tudo começou quando estava andando pelas ruas da minha cidade Natal, logo após a publicação de meus primeiros trabalhos. Entre conversas com um amigo e outro, comecei a perceber a riqueza cultural que na cidade existia, porém ainda ocultos pela tranquilidade da mesma.  Talentos adormecidos que precisavam de apenas de um pequeno incentivo.

        Foi nesta observação inspirado por Deus, que percebi que eu tinha tudo para incentivar e descobrir estes talentos.

        Com apoio de pessoas sérias, profissionais da educação empenhados em ensinar e uma Secretaria Municipal de Educação forte, o projeto foi tomando formas e letras, envolvendo toda comunidade.

        A Antologia com regulamento próprio e específico foi integrada às grades escolares e com muita dedicação nasce a primeira Antologia construída dentro das salas de aula. A antologia traz cinquenta e um poemas de jovens escritores. Talentos que nascem para abrilhantarem a nossa cultura.

        A história não é construída pelo tempo, mas sim, por nossas atitudes.

Parabéns aos jovens confrades e a todos os moradores de nossa querida Liberdade, cidade das Minas Gerais.

 

        Para fechar o ano, honrosamente tivemos o poema “PAZ” incluídos na publicação Anual da Academia de Letras, Revista Literária Café-com-Letras.

 

Paz.

 

Paz...

Tão almejada paz...

Como podemos encontrar tal sentimento,

que buscamos a todo o momento,

e guardo em meu pensamento?

 

Sois sublime e virtuosa,

mãe de todos os outros sentimentos,

conjunto completo e inerente,

dá-nos prazeres nobres,

sois êxtase,

e nos traz conforto fundamental

de sua face matriarcal.

 

Paz....

Funde-se em nossa mente sua lividez,

retirando de nossa face a rigidez

expressa no olhar hilariante da cólera,

ríspido e conturbado,

do homem desesperado.

 

Paz...

Sois mãe de todos os sentimentos,

soberana e altiva.

Tu és o seio acolhedor,

de seus filhos e filhas,

acolhes a tranquilidade e o amor,

com serenidade e amizade,

transforma o ódio em cumplicidade.

 

Paz...

Protetora,

provedora.

Proteges tuas crias,

Pois, se feres o amor,

prova logo a sua dor.

Na fuga da tranquilidade,

mostra-nos a sua hostilidade.

No perder do prazer,

traz-nos o malquerer.

Oh! Paz impávida da guerra de meu nascer!

Encontra em ti o meu bem querer.

 

        Pagina G+ Google aproximando de 1.000.000 de visualizações.

 

        Que 2016 venha abençoada pelas mãos de Deus.

 

Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
 

Salmos 23:4

 

 

 

Que Deus esteja com todos.

O País e o Mundo.

Tragédia em Pedrógão.

        Simplesmente não tenho palavras para falar neste momento sobre a tragédia que passam meus amigos em Portugal, alguns amigos moram na região que está em chamas e por eles eu oro, e também peço a Deus o conforto aos familiares e a toda população que estão no meio...

Zé Fumaça Dionísio

        Aos amigos leitores, peço licença e abro espaço carinhosamente na Literatura para apresentar este talento de Minas. Um grande intérprete que nos leva à felicidade de saber, que boas músicas como as interpretadas por Raul, Zé Geraldo, Ventania entre outros,...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>