Inácio José de Alvarenga Peixoto

Inácio José de Alvarenga Peixoto

        Inácio José de Alvarenga Peixoto (Rio de Janeiro, 1742 — Ambaca, Angola, 27 de Agosto 1792), foi um advogado e poeta luso-brasileiro. Foi detido e julgado por participar da Inconfidência Mineira, tendo sido condenado ao degredo perpétuo na África. A Alvarenga Peixoto é atribuída a autoria da inscrição latina na bandeira de Minas Gerais: Libertas quae sera tamen.

        

        Biografia.

        Nascido na cidade do Rio de Janeiro, era filho de Simão Alvarenga Braga e Ângela Micaela da Cunha. Estudou no Colégio dos Jesuítas do Rio de Janeiro, chamado Humberto de Souza Mello. Tendo se transferido para Portugal, onde obteve o Bacharelato, com louvor, em Direito na Universidade de Coimbra. Aí conheceu o poeta Basílio da Gama, de quem se tornou amigo.

        No Reino exerceu o cargo de juiz de fora na vila de Sintra. De volta ao Brasil, o de senador pela cidade de São João del-Rei, na capitania de Minas Gerais. Aí também exerceu o cargo de ouvidor da comarca de Rio das Mortes e desposou a poetisa Bárbara Heliodora Guilhermina da Silveira, com quem teve quatro filhos: Maria Ifigênia, José Eleutério, João Damasceno (que posteriormente mudara o nome para João Evangelista) e Tristão de Alvarenga.

        Participação na Inconfidência.

        Frequentava a então Vila Rica. Deixou a magistratura, ocupando-se da lavoura e mineração na região do sul de Minas Gerais, mais especificamente nas cidades de Campanha e São Gonçalo do Sapucaí, última cidade esta onde despendeu quase toda sua fortuna para a abertura de um canal de cerca de 30 quilômetros para abranger as melhores minas de ouro do arraial e fazer a lavagem das terras.

        Foi amigo dos poderosos da época e partilhava com os demais intelectuais de seu tempo idéias libertárias advindas do Iluminismo. Entre essas personalidades destacam-se os poetas Cláudio Manuel da Costa e Tomás Antônio Gonzaga (seu parente), o padre José da Silva e Oliveira Rolim, o militar Joaquim José da Silva Xavier (o "Tiradentes"), e Joaquim Silvério dos Reis, que delataria os conjurados.

        Condenação, degredo e morte.

        Pressionado por dívidas e impostos em atraso, acabou por se envolver na Inconfidência Mineira. Denunciado, detido (prisioneiro na Ilha das Cobras),  julgado e condenado, foi deportado para Angola, onde veio a falecer, pouco após sua chegada, vítima de uma febre tropical que à época assolava o local.

 

        Obras

        A sua diminuta obra inscreve-se entre a dos poetas do Arcadismo, e foi recolhida por Rodrigues Lapa. Apresenta alguns dos sonetos mais bem acabados do Arcadismo no Brasil. A temática amorosa foi uma das vertentes da sua poesia, em que também se observa uma postura crítica quanto à sociedade da época.

        A Dona Bárbara Heliodora, poesia

        A Maria Ifigênia, poesia

        Canto Genetlíaco, poesia, 1793

        Estela e Nize, poesia

        Eu Não Lastimo o Próximo Perigo, poesia

        Eu Vi a Linda Jônia, poesia

        Sonho Poético, poesia

        Traduziu para o português a peça teatral Mérope, de Scipione Maffei.

Nome completo

Inácio José de Alvarenga Peixoto

Nascimento

1742
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro,Brasil
 Portugal

Morte

27 de agosto de 1792 (50 anos)
Ambaca, Angola,  Portugal

Nacionalidade

 Português

 

Fonte:Wikipédia

Biografias de Escritores Brasileiros.

Walber Gonçalves de Souza

Graduado em História pelo Centro Universitário Assunção (1999). Especialização (Lato sensu) em Ciências do Ambiente pelo Centro Universitário de Caratinga (2002). Mestrado em Meio Ambiente e Sustentabilidade pelo Centro Universitário de Caratinga (2005). Desde 2002 é professor do Fundação...

Raimundo Colares Ribeiro

        Natural de Tefé, no Amazonas, Raimundo Colares Ribeiro é filho de Hildebrando Ribeiro e Teresa Colares de Lima. Casou-se com a senhora Kátia Maria dos Santos Colares Ribeiro, de cuja união nasceram seus três filhos: Rickson, Rennier Recco e...

Afonso Estebanez Stael

        Nascido em 30/10/1943 na região agreste do município de Cantagalo-RJ, é advogado, escritor, cronista, poeta, jornalista, crítico literário e verbete da “Enciclopédia de Literatura Brasileira” e do “Dicionário de Poetas Contemporâneos”. Cursou o Ensino...

Hamilton Castardo.

    Nascido na cidade de Jundiaí, São Paulo, em 19 de fevereiro de 1963 Hamilton Castardo sempre gostou de leitura. Lia tudo que aparecia, livros, revistas gibis, livros de bolso, Monteiro e Drummond, enfim, gostava de ler. Formou-se em Administração de Empresas e, logo em...

Toni Vaz

        Mineiro de Coronel Fabriciano, Toni Vaz é poeta, cronista, contista, romancista jornalista, radialista, bacharel em Direito, servidor público federal, palestrante motivacional, além de ser um cruzeirense apaixonado.         Como...

Isabela Meggiolaro

24 anos, atriz e escritora volta-redondense. Autora da obra “Maria Casadevall - A dramaturgia dos meus versos”, lançada em 2014, no Rio de Janeiro. A artista se apaixonou pelo teatro aos 6 anos de idade, ainda na terra natal, Volta Redonda, interior do Rio, onde fez parte da Cia Atenas por 5 anos....

Déby Schutze

        Déby Schutze é Terapeuta Metafísica Transenergética e Palestrante Espiritualista, formada pelo médium Luis Antonio Gasparetto com quem estuda e pratica técnicas energéticas no Colegiado dos Filhos da Luz. Metafísica há mais de 20 anos, também é Reiki Master...

Daiane Duarte

        Daiane Duarte tem 24 anos e é amante das obras de Jane Austen e Fiódor Dostoievski, sendo Crime e Castigo seu livro preferido. Ela escreveu seu primeiro livro aos 12 anos e a partir daí não parou mais. Teve seu primeiro romance (SEMPRE VAI HAVER UMA CANÇÃO)...

Richard Simonetti

          Bauruense da gema, Richard nasceu em 10 de outubro de 1935, filho de duas tradicionais famílias de descendência italiana.         Do lado materno, a família Marchioni. O avô, Valentim Marchioni foi conhecido comerciante na...

Rosimeire Leal da Motta Piredda

....................         Rosimere nasceu e reside no município de Vila Velha, no Estado do Espírito Santo, em 16 de abril de 1969.         É  por formação, Professora, Técnica em Contabilidade e Secretária Aposentada.  ...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Meus Poemas.

Noites eternas.

O silêncio da noite na cidade não será mais o mesmo. As ruas não terão na madrugada o sons de seus passos solitários. A noite não trovoará a voz da sua amizade. O cambaleio do solitário sonhador não terá mais sua maestria.   Nossas noites ficarão mais frias, as lembranças serão saudades, E as...

Fogão a Lenha.

Foto arquivo pessoal Gisele C. de Souza   Lembro claramente, daquele fogão de lenha. vermelho reluzente, com chapa negra e bem quente. Sua fumaça sai calmamente, pela chaminé que ficava a sua frente.   Construído sobre o chão liso, verde era a cor daquele piso.   Em pé ao seu...

Despedida.

Sonhei com a morte, acordei para vida. Vi sonhos morrerem com tempo, mas vi o tempo ressurgir em mim.   Com pensamento sempre no futuro, esqueci de viver o presente. Passei a sonhar com o passado, e a vida? Simplesmente passava.   Vi amigos partirem, vi a morte de perto, e...

Somos Chapecoenses.

    Comoção mundial, Harmonia de orações no dialeto dos anjos; A saudade que marcou e marcará eternamente a história. Pessoas e profissionais a busca de seus sonhos, agora são saudades. Esta tragédia deixou não só a marca da dor, Com certeza deixou heróis, marcou nações,...

Oração de Súplicas.

Senhor meu Deus, Pai da sabedoria e da onipotência. Aquele que sombreia seus filhos, com retidão, graças e benevolência.   Sois a razão da vida e da morte, sois a fonte da saúde e do amor. Sois o juiz dos juízes, sois o onipresente sentenciador.   A ti Pai eterno, prostro meus joelhos em...

Desilusão Contextual.

Hoje não sinto mais prazer, perdi minha inocência, minha crença, minha própria consciência.   Crer nas pessoas cegamente é errado, mas quem poderia ver que em um Homem, existiria sonhos e esperança, e a inocência pura de criança?   Pena que tardio aprendi, vi minha vida sendo...

Oração da partida.

Pai nosso que estais no mundo, Pai de sabedoria, mansidão e salvação. Não deixe o medo me corroer, a sombra do mal me cobrir. A sua luz de minha alma sumir.   Pai da salvação, meu Sagrado Coração, leve suas bênçãos a quem necessita, neste momento de nossas vidas.   Pai da benevolência, da...

Mãe.

Porto seguro de minha vida, o espelho de retidão, fonte de minha inspiração.   Se é fato que a inspiração vem por Deus, o caminho pelos amigos, a palavra pela educação, e o amor pela família, então a família vem pela imagem de uma mãe. Mãe verdadeira e conselheira, amiga e heroína,  mesmo...

Tributo à paixão.

Desde já, Quero felicidades te desejar. Também quero te dar, Meu abraço carinhoso, E meu beijo bem ardente. Este beijo não em seu rosto. Mas de um jeito diferente, Como dois adolescentes. E não como o beijo de um homem ausente. O beijo de um amor eterno, Que lhe tira a razão e te...

Minha História.

Se meus olhos um dia não verem mais a luz. Se minha pele não transmitir mais o meu calor. Se meu olfato não sentir mais o cheiro das manhãs. Se um dia a luz ausentar-se de meu caminho. Se minhas pronúncias se calarem para o mundo.   Hei de deixar minha história escrita em recordações. E a...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>