I Prêmio Literário Gonzaga de Carvalho.

I Prêmio Literário Gonzaga de Carvalho.

        Eu nunca pensei em expor um de meus trabalhos em um concurso entre acadêmicos, não sabia o que poderia esperar e se estava à altura de meus confrades.

        Este ano, recebi o convite da Academia para participar do prêmio Literário Gonzaga de Carvalho, concurso este entre todos acadêmicos correspondentes do país inteiro.  Preparei uma crônica inédita, pois este era um dos requisitos e encaminhei para Academia.

        HOJE, ao receber o E-mail para uma solenidade da Academia, minha alegria e surpresa foi imensa.

        Vi minha crônica classificada com menção honrosa em décimo segundo lugar.

        Para mim esta classificação é como se fosse a primeira e tem o mesmo gosto.

        Com a Crônica “O Conto de um Bêbado” entro no rol dos acadêmicos premiados pela Academia de Letras Teófilo Otoni.

        A crônica será publicada após premiação e lançada na "Revista Café com Letras" pela Academia de Letras, e posteriormente no livro Revelações em 2017.

        Quero compartilhar esta alegria com todos amigos.

        Obrigado a todos.

        

        Leandro Campos Alves.

        Setembro de 2016.

 

CLASSIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO

 

        A Diretoria Executiva da Academia de Letras de Teófilo Otoni através da Secretaria Geral e após análise dos trabalhos pela Comissão Julgadora, RESOLVE: homologar o resultado do I Prêmio Literário Gonzaga de Carvalho, com o seguinte resultado:

 

Categoria: Poema

Classificação geral

 

Primeiro Lugar: “Vale ouro e diamante e não há quem não se encante”, de Alfredo Nogueira Ferreira, Florianópolis-SC;

Segundo lugar: “Sobre as mulheres”, de Anchieta Antunes, Gravatá-PE e

Terceiro lugar: “Lembranças mortas”, de Gladston Sales, Rio de Janeiro -RJ.

 

Menções Honrosas:

 

4º lugar: “Homenagem a Luiz Gonzaga de Carvalho”, de Maria Luciene, Fortaleza – CE; 5º lugar: É primavera”,de Marripe Faul Abeilice, Belo Horizonte-MG; 6º lugar: “Quisera... mas... , de Eloisa Antunes Maciel, São Martinho da Serra-RS; 7º lugar: “A TV matou a janela”, de Wanderson Cardoso, Contagem-MG; 8º lugar: “Voar é contemplar o infinito”, de José Moutinho dos Santos, Belo Horizonte-MG; 9ºlugar: “Escrever poesia”, de Celso Gonzaga Porto, Cachoeirinha-RS; 10º lugar: “Poeta (n)ativo, de Marcos Pereira dos Santos, Ponta Grossa-PR; 11º lugar: “Cachoeira de saudade”, de Ândrei Clauhs, Brasília-DF; 12º lugar: “Pedra do Poeta”, de Valéria Victorino Valle, Anápolis-GO;13º lugar: “Serra da Mantiqueira”, de Cláudio de Almeida, São Paulo-SP; 14º lugar: “Coragem, mulher”, de Nelci Veiga Mello, Campo Mourão-PR; 15º lugar:”Oasis”, de Francisco José da Silva, Bom Jesus do Galho-MG e 16º lugar: “Olhos de âmbar”, de Cláudio Hermínio, Belo Horizonte-MG.

 

 

Categoria: Crônica

Classificação geral

 

Primeiro Lugar: “História de cinema”, de Helena Selma Colen, Ladainha -MG;

Segundo lugar: “Vinho e sangue”, de Geraldo de Castro Pereira, Vila Velha- ES e

Terceiro lugar: “As raparigas de Seu Nó”, de Eugênio Maria Gomes, Caratinga-MG.

 

Menções Honrosas:

 

4º lugar: “As coisas miúdas”, de Aristides Dornas Júnior, Moeda-MG; 5º lugar: “A arte como fonte de novo tempo”, de Carlos Lúcio Gontijo, Santo Antônio do Monte- MG; 6º lugar: “Em síntese”, de Altamir Freitas Braga, Belo Horizonte- MG; 7º lugar: Veredas do tempo”, de Paulo Valença, Recife-PE; 8º lugar: “O boato” de Cosme Custódio da Silva, Salvador- BA; 9º lugar: Paz: Afinal, onde encontrá-la?, de Alcione Sortiga, Porto Alegre- RS; 10º lugar: Alegria na noite: a memória do mundo!”, de Marcos Coelho, Dourados-MS;11º lugar: “Velha infância”, de Jéssica Millato da Costa, Araras-SP; 12º lugar: O conto de um bêbado”, de Leandro Campos Alves, Caxambu-MG; 13º lugar: “O mestre e o vale”, de Adevaldo Rodrigues de Souza - MG; 14º lugar: “O Brasil também está em guerra”, de Marcelo de Oliveira Souza, Salvador- BA ; 15º lugar: “Espírito de porco”, de Sérgio Rodrigues Piranguense, Contagem-MG e 16º lugar: “O som do silêncio”, de Margareth das Dores Rafael Moreira Costa, Itambacuri- MG.

 

Do presente termo com o resultado sejam emitidas 02 (duas) vias de igual teor, devidamente assinadas. Dê ciência aos classificados e ampla divulgação do fato.

 

Teófilo Otoni/MG, 30 de setembro de 2016.

 

PROF. WILSON COLARES DA COSTA

Secretário-Geral

 

Crônicas de Leandro Campos Alves.

Senhor Digué.

        Um dia, quando adolescente, eu estava sentado no banquinho de madeira dentro de uma mercearia, cujo o proprietário era pai de um grande amigo, quando percebi entrar uma criança meio ressabiada com olhar desconfiado e todo acanhado, olhando na direção do dono...

Ciúmes...

Foto web           A vida é mesmo cheia de sentimentos, obstáculos, raivas e falta de compreensão.     Sou Paulo e casei-me muito cedo, mas tinha certeza do que queria, pois maturidade nunca me faltou, mas minha impetuosidade sempre esteve comigo, em...

Curiosidades de Liberdade Minas Gerais.

        A crônica que passo a contar, é uma daquelas que todos pensam que só acontece em histórias fictícias das mentes brilhantes de grandes escritores.         Mas a realidade muitas vezes se confunde com as histórias e romances, pois na...

Fundação da Rádio Comunitária Liberdade FM.

        A rádio que recebeu o nome em homenagem a nossa cidade, “Liberdade”, tem sua origem e fundação uma história que poucas pessoas sabem de verdade, ou, quase ninguém, porque os fundadores da rádio são poucos que estão entre nós, infelizmente.  ...

“A vida do João”

        “Tudo deu início em meados do ano de mil novecentos e setenta e um, num pequeno vilarejo onde composta de poucas ruas ainda de terra batida, mas que os moradores se cumprimentavam respeitosamente como compadres. Neste período como se a magia do amor tomasse...

Fundação do Time Ferrugem.

        Vamos falar um pouco da história de Liberdade MG.         Natural de Liberdade, até meus vinte e dois anos residi na cidade e neste período fui eletricista, trabalhei como servente de pedreiro, mas meu primeiro emprego com carteira...

Direitos Autorais o Grande Julgamento.

          Chamo-me José Pedro, escrevo pequenos pensamentos por mero prazer. São textos com uma construção quase única.  São poucos os poetas e os escritores que conseguem a façanha de redigir romance em versos. Alguns chamam esta construção de...

Algodão doce.

          Com não falar em algodão doce, sem citar aniversários, crianças e alegria.         Mas para quem acha que esta guloseima é um doce apenas de criança, se engana, pois há alguns anos atrás, eu fui com um...

Nomes de Bebês.

Crônica Nomes para Bebês.           A vida é muito engraçada mesmo.         Quando nascemos, nossos pais procuram o melhor nome para nos dar, esta é a primeira marca que ganhamos no...

O Capelo.

              A vida de disléxico é engraçada mesmo, não é tão problemática como todos pensam.        Temos algumas limitações, mas que com muito bom humor se tornam piadas, ficando eternizada na memória de nossos...

Empréstimo Bancário.

Foto da Web.                         A vida é mesmo engraçada, e muitas vezes reclamamos de nossas provas e nos esquecemos de lembrar os bons momentos que ela nos...

Pedido de Socorro.

                Um dia estava pescando eu, meu irmão mais velho e meu pai.             Entre um peixe e outro, nosso pai nos presenteava com o conhecimento de uma face...

Camionete Quase Zero.

            Na vida muitas pessoas passam pela gente, algumas nos marcam profundamente em seus gestos e sua forma de viver, e outros tantos nem percebemos a sua estadia em nossas...

Pneu em Fuga.

Foto Web             Tínhamos um comércio na década de oitenta, e o causo que passo a contar agora aconteceu mais ou menos assim.            Meu pai adquiriu uma camionete para seu comércio, e ela fazia a nossa alegria com o seu...

O Peralta.

                   Lembro bem que em minha infância, trabalhávamos deste muito cedo, cada um em casa tinha seus afazeres, e como não poderia ser diferente até mesmo meu irmão caçula, Tiãozinho, tinha as suas...

Fraternidade.

          Foto WEB.                 A nossa infância marca muito nossas vidas, e agora trago um pedacinho desta história, um causo que ficou em nossas memórias, pois éramos quatro irmãos muito unidos, e se alguém incomodasse um...

Veneno para Ratos.

        Foto Jornaldotonho.           A vida nos presenteia com algumas pérolas e causos, que por momentos esquecemos no passado em algum instante no tempo, mas num piscar de olhos nos lembramos destes momentos que nos trouxera muita alegria e...

A viagem.

              A vida é um mar de alegria, diga-se de passagem: ainda mais quando estamos acompanhados por pessoas extrovertidas que carregam em sua natureza a alegria de viver, pelo qual tudo é motivo de...

Pescaria.

                  Foto: jose-ferraz-de-almeida-jr-pescando-1894-64x85cmostcolpart              Peço licença para contar um causo a vocês.         Um causo...

Venda do sítio.

             Foto blog.                 http://tecnicotubar.blogspot.com.br/             Peço licença para contar um causo entre dois...
1 | 2 >>

Meus Poemas.

Noites eternas.

O silêncio da noite na cidade não será mais o mesmo. As ruas não terão na madrugada o sons de seus passos solitários. A noite não trovoará a voz da sua amizade. O cambaleio do solitário sonhador não terá mais sua maestria.   Nossas noites ficarão mais frias, as lembranças serão saudades, E as...

Fogão a Lenha.

Foto arquivo pessoal Gisele C. de Souza   Lembro claramente, daquele fogão de lenha. vermelho reluzente, com chapa negra e bem quente. Sua fumaça sai calmamente, pela chaminé que ficava a sua frente.   Construído sobre o chão liso, verde era a cor daquele piso.   Em pé ao seu...

Despedida.

Sonhei com a morte, acordei para vida. Vi sonhos morrerem com tempo, mas vi o tempo ressurgir em mim.   Com pensamento sempre no futuro, esqueci de viver o presente. Passei a sonhar com o passado, e a vida? Simplesmente passava.   Vi amigos partirem, vi a morte de perto, e...

Somos Chapecoenses.

    Comoção mundial, Harmonia de orações no dialeto dos anjos; A saudade que marcou e marcará eternamente a história. Pessoas e profissionais a busca de seus sonhos, agora são saudades. Esta tragédia deixou não só a marca da dor, Com certeza deixou heróis, marcou nações,...

Oração de Súplicas.

Senhor meu Deus, Pai da sabedoria e da onipotência. Aquele que sombreia seus filhos, com retidão, graças e benevolência.   Sois a razão da vida e da morte, sois a fonte da saúde e do amor. Sois o juiz dos juízes, sois o onipresente sentenciador.   A ti Pai eterno, prostro meus joelhos em...

Desilusão Contextual.

Hoje não sinto mais prazer, perdi minha inocência, minha crença, minha própria consciência.   Crer nas pessoas cegamente é errado, mas quem poderia ver que em um Homem, existiria sonhos e esperança, e a inocência pura de criança?   Pena que tardio aprendi, vi minha vida sendo...

Oração da partida.

Pai nosso que estais no mundo, Pai de sabedoria, mansidão e salvação. Não deixe o medo me corroer, a sombra do mal me cobrir. A sua luz de minha alma sumir.   Pai da salvação, meu Sagrado Coração, leve suas bênçãos a quem necessita, neste momento de nossas vidas.   Pai da benevolência, da...

Mãe.

Porto seguro de minha vida, o espelho de retidão, fonte de minha inspiração.   Se é fato que a inspiração vem por Deus, o caminho pelos amigos, a palavra pela educação, e o amor pela família, então a família vem pela imagem de uma mãe. Mãe verdadeira e conselheira, amiga e heroína,  mesmo...

Tributo à paixão.

Desde já, Quero felicidades te desejar. Também quero te dar, Meu abraço carinhoso, E meu beijo bem ardente. Este beijo não em seu rosto. Mas de um jeito diferente, Como dois adolescentes. E não como o beijo de um homem ausente. O beijo de um amor eterno, Que lhe tira a razão e te...

Minha História.

Se meus olhos um dia não verem mais a luz. Se minha pele não transmitir mais o meu calor. Se meu olfato não sentir mais o cheiro das manhãs. Se um dia a luz ausentar-se de meu caminho. Se minhas pronúncias se calarem para o mundo.   Hei de deixar minha história escrita em recordações. E a...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>