Futuros Poetas e Poetizas com Poeta João Fernando Realista.

Futuros Poetas e Poetizas com Poeta João Fernando Realista.

 

 

 

 

O vento é o nosso polinizador de vidas,

o responsável por levar a vida,

dar a vida,

conduzir a vida.

 

E com o seu veludo e delicado aconchego,

ele leva sementes e pedalas aos quatro cantos do mundo.

 

 E hoje como vento,

lembro-me dos desbravadores do velho continente.

que em mar revolto,

deixo em seu rastro suas sementes, origens e culturas.

 

E foram transmissores da herança da Torre de Babel,

que por onde passaram,

deixaram sua língua mãe.

 

Como ato de homenagem a nossa origem,

faço o mesmo caminho,

mas tendo como caravelas, as letras, versos e poemas.

 

Iniciei a nossa viagem em Porto Judeu, Azores, Portugal.

caminhando pelos versos da Poetiza Amgelica Maria Borges.

e hoje passo pela África, berço de nossa civilização.

Para apresentar meu amigo poeta,

Fernandes Realista Perfeito,

De Luanda, Angola.

  

A todos boa leitura,          

Leandro Campos Alves.

 

Se dependeres de mim.

Se dependeres de mim,
saberás como estar ao meu lado é tão bom assim!
Não temerás o amor, nem a morte.
Mas te mostrarei como o amor é fulgente.
Surfaremos em mar de rosa
e nada nos será dolorosa.
Mesmo você estando distante,
eu estarei ao seu lado num istante.

Se dependeres de mim,
de ti, estarei sempre a fim.
Pararei o relogio e o tempo,
para que o nosso bom momento seja eterno.
Te darei um beijo e neste beijo sentirás todo o ardor.
Te darei um forte abraço e sentirás o calor do amor.
Farei juras de fidelidade e de amor,
nunca mais conhecerás a dor.

Se dependeres de mim,
serás uma mulher com muita altivez.
Serás honrada, adornada de ouro, em fim...
Nunca entre nós haverá discórdia e nem um talvez.

Se dependeres de mim,
todos os teus desejos se realizarão.
O nosso romance não terá fim,
nenhuma coisa estará faltando no seu coração.



Autor: João Fernando Monteiro/ Realista
 

Lágrimas nos olhos.

Passado triste presente pior.
Sem pai nem mãe a dar-me calor.
Pairam sobre mim os parasitas da dor.
Cada nova manhã é mais um pior.

As vezes prefiro a morte à vida,
pois não sinto o sabor da vida.
Chorar nada adianta, apenas pra frente vou.
Siente que amanhã será melhor.

Rodeado de amigos,
mas sinto-me estar sozinho.
Com minhas próprias mãos,
dos meus olhos minhas lágrimas enxugo.
A ninguém mendigo pão.
Do suor meu, sustento meu consigo.

Dos meus oponentes, aprendi ame defender.
Da morte, não temo morrer.
Conheço a dor já a vi.
Na vida nada temo, de tudo já vivi.
Votalizo o passado e perspectivo o futuro.
Com o poco que tenho, muito me alegro.

Não amaldiçoou a minha vida,
por ser uma...cheia de escuridão.
Apenas acendo uma vela,
e não temo mais nada não.

                                                                                 Autor. João Fernando Monteiro Realista.

 

Vou prosseguir.

Vou viver a minha mocidade.
Carregando sempre em mim, a responsabilidade.
Vou lutar e viver o tempo que me resta,
pois a alegria está na luta, não na vitória própriamente dita.

Vou prosseguir.
Sem pensar no amanhã e no que virá a seguir.
Sei que de pois disso virá tempos de bonança,
pois com a esperança tudo se alcança.

O homem que desisti antes da luta,
é uma vergonha de si mesmo,
pois só um homem de fé e esperança luta.
Seja caridoso com os outros e consigo mesmo.

A boa ação é uma das fontes mais segura da felicdade.
Não temamos em mostrar o nosso nós,
pois a capacidade poco vale sem a oportunidade.
A felicidade não stá nas coisas mas em nós.

Por mais que anoite seja longa,
mas haverá sempre a luz da aurora.
Em quanto haver luz haverá verdade,
pois ela não está no escuro mas na claridade.

Ao me avistar com os tubarões ergo o meu bastão.
Nunca olho pra trás nem pra o chão.
Em quanto o céu mostrar-se azul, terei esperança.
E com ousadia prosseguirei com a minha andança.

                                                                             Autor: João Fernando Monteiro/ Realista

Dar um passo.

É caminhar.
É caminhar até onde poder,
e correr por trás da verdade.

Dar um passo,
é saber acreditar, 
a quem nós amamos.
É sabermos ser campiões
das noassas vidas,
e vencer as cincunstancias da vida.

Dar um passo,
é saber acreditar naquilo,
que muitos não querem acreditar:
no impossível.
É saber acreditar em si mesmo,
e tornar o impossÍvel pra o possível.

Dar um passo,
é saber olhar pra o céu,
e ter esperança que do céu.
virá sempre alguma coisa...


                                                                                Autor: João Fernando Monteiro/ Realista

A mulher que eu amo.

Tão castanhada,
Como a canela.
Filha de uma pura palanca negra.
Adornada de beleza da sua terra.

Tão inocente do perigo do mundo.
Quem me dera se fosse dono do mundo.
Daria-a como presente,
Ela é tão atraente...

A mulher que eu amo,
ela tem um pisar certo.
Corpo empenada e cheia de curva,
como a serra da leba.

O som da sua a voz é como o da viola.
Nada lhe falta pra ser uma mulher completa.
Se fosse anjo atarefava-me só pra protege-la.
Mas como sou ser humano, atarefo-me só pra ama-la.

Amulher que eu amo,
com ela ao lado esqueço tudo.
Fomos feitos um pra o outro.
Doce à mel é o seu amor sincero.

A mulher que eu amo...


                                                         Autor: João Fernando Monteiro/ Realista.

Eu tenho um sonho.

Que um dia as estrelas 
do universo se unirão.
Que os ventos sessarão,
desde uma a outra extremidade da terra.

Eu tenho um sonho. 
Que um dia os desertos, 
se tornarão em verdes prados.
Que um dia as lágrimas
aos olhos dos homens já não cairão mais...

Eu tenho um sonho.
Que um dia em terras áridas,
e no cimo das montanhas,
haverá fartura de cereais.
Que os homens um dia,
já não serão mais dada
a terra pra serem consumidas.

Eu tenho um sonho.
Que um dia os olhos
dos cegos se abrirão,
a língua dos mudos cantarão,
e os coxos hão de saltar como um veado.

Que um dia,
os canticos
lamentaveis dos mendigos,
hão de se tornar em canticos de alegria.



                                                                   Autor: João Fernando Monteiro/ Realista

A mulher dos meus sonhos

Ela é negra e pura africana.
Silenciosa e serena como anoite.
Suave como o ar pra respirar.
Sábia e prudente.

A mulher dos meus sonbos.
Ela é discreta no sorriso
e no prazer.
Cauteloza e adornada
de beleza.

A mulher dos meus sonhos.
Tão cheirosa como o aroma
das rosas.
Os seus olhos se parecem com os
da pomba, tão belo como os orvalhos.

                                                                                                                                             Autor: João Fernando Monteiro/ Realista

Porque te fazes dificíl pra mim?

Se eu não te agrado diz-me.
Mas por favor não me queimes 
com o fogo do seu desprezo.
Se errei e magoei-te por favor perdoa-me.

Porque te fazes dificíl pra mim?
Se há algo em mim
que te aborrece garanto-te,
que dele me manterei longe.

Se entre nós não há segredos,
porque portas-te desta maneira?
Se os meus segredos todos te foram revelados.
Será que há outra maneira,

para que te possa fazer entender, 
que neste numdo só amo você.
Mesmo com tantos sorrisos que trocamos,
e beijos que nos robamos.
Porque te fazes dificíl pra mim?

O que eu possa fazer para que entendas,
que neste mundo só tú me intereças?
Se entre as pedras pode haver uma flor,
porque entre nós não pode haver um amor?.


                                                          Autor: João Fernando Monteiro/ Realista

 

Afro-Bela.

Minha deusa grega.
Encantaste-me com a sua beleza.
O perfume do seu encanto,
deixou-me desiorentado.

Minha afro-bela.
A erva seca e a flor murcha,
e assim desaparecem a sua beleza,
mas a sua não desaparece nunca.

Minha afro-bela.
Quem na terra comparase-a
com a sua formosura.
Tú és a origem da beleza,

a origem do amor...
Em ti alcanço o verdadeiro amor.
Minha deusa do olímpo,
ao seu lado torno-me raro feito zimbo.

Os seus reluzentes olhos,
são candeias para os meus caminhos.
Elas iluminam os meus passos,
quando não consigo enxergar nos escuros.

Minha Afro-Bela.
Bela e perfeita é o seu corpo de viola.
Elegante e atractivo são as suas vestes.
Untaste o seu corpo com óleo suave de azeite.

Meu vaso de barro.
Astro do meu céu doirado.
Enfeite do meu mar de vidro.
Meu amor, minha vida, meu destino.

                                                            Autor: João Fernando Monteiro/ Realista.

Eu faço e desfaço.

Sem você por perto fracasso.
Contigo no peito torno-me aço.
Eu luto, perco, mas alcanço.
Desistir é o princípio do fracasso.

Eu faço e desfaço
Nas suas palavras encontro meu descanço.
Sem suas caricias vejo o mundo ao a verso.
No encanto da sua formosura tropeço.

No sussurro da sua a voz eu oiço,
poesias de amor verso por verso.
No entanto, não me canço,
em beijar seus lábios sabor à melaço.

Eu faço e desfaço
Os meus olhos estão contristado e cansado,
em ver homens de uma vida desgraçada,
cuja a rua é a sua morada.

Em ver crianças barregudas
com olhos amareladas, bebendo água turvas.
Eles de nada têm culpa, apenas são vítimas,
duma desgraçada guerra,cujo o motivo é a ganância.

Tudo neles é tristeza, até o jeito de falar.
Quando vejo isso dá-me vontade de chorar.

                                                               Autor: João Fernando Monteiro/ Realista

            

Seus trabalhos podem serem vistos na comunidade Futuros Poetas e Poetizas.

www.facebook.com/groups/560157617395718/

 

Escritores Convidados.

Isaías Medina López

        Hoje a literatura não tem mais fronteiras, idiomas e separação de gêneros.         Território é a representação dos limites geográficos de nações, porém o talento literário rompe estas barreiras e nos presenteiam com amizades de...

Kátia Storch Moutinho

        Mineira de Teófilo Otoni-MG, radicada em Vitória - ES desde 1981; neste tempo, um hiato, onde foi cursar Design Gráfico na UEMG, em Belo Horizonte.         Empreendedora por natureza e acima de tudo, alguém que ama...

Gravatá Dea G. Coirolo Antunes

        Nasci no Uruguai, fiquei lá até meus 38 anos. Em 1984 vim para o Brasil como correspondente extrangeira do Jornal El Telegráfo de Paysandu Uruguay. Viajei por outros continentes. Sou prof. de Biologia. Curto poetas como Lorca, Neruda, Miguel, Hernandes; Manuel...

Suely Ribella

  Advogada, Escritora, Poeta Acadêmica Imortal, Membro Nacional Vitalício da Academia de Letras do Brasil-ALB; Membro da Associação Internacional de Poetas; Membro do Movimiento Poetas Del Mundo;   SONHADORES   E nos perdemos  em nossas vidas,  por onde andamos...  E...

Daniel Denani

        Daniel Denani (1987) nasceu e cresceu na cidade de São Paulo, no distrito de Pirituba, zona norte. Iniciou sua carreira como escritor aos 14 anos de idade, quando participou mais com estudos na área poética do que obras e trabalhos propriamente ditos, e foi...

Anuragi Mauricio Antonio Veloso Duarte

    O coração do mundo Doces rusgas de namorados, destinos destilados em aguardentes, cadáveres de generais apodrecendo, turbas de pedintes, claves de sol no ar, quebras de mar na praia à noite, levas de ouriços,  um não sei quê de...

José Alberto Sá.

        Existem aqueles escritores que caminham e lutam para conquistar seu lugar ao sol, mas também existem os mestres, pessoas iluminadas pelo dom divino da expressão, pela força das palavras e pelo carisma, que constroem seu nome sobre a dádiva  de...

Roberto Mello

        Sempre procuramos aquilo que nos dá felicidade na vida, um bom emprego, dinheiro, carros, posição social entre vários outros objetivos! A vida é assim mesmo...         Porém vou dizer a verdade que mais parece uma utopia, ou, uma...

Paulo Braga Silveira Junior.

               Pablito Nerudo é filho de Paulo Braga Silveira (Gerente de recursos humanos, teólogo, poeta e escritor) e de Zilda Sguassábia Silveira (cozinheira, tricoteira, dona de casa e esteio de toda a família) é natural de São João da Boa...

Juliana Teixeira.

         Convido os amigos a conhecerem um pouco da obra da Escritora Juliana Teixeira, que de uma forma especial fiquei conhecendo.          A escritora Juliana e eu somos moradores do mesmo Estado, porém foi  uma amiga nossa que também é...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Lançamentos do Escritor.

Liberdade dos Poetas.

Aguardem...                  Dia 17 de Dezembro será  o lançamento do fruto de um sonho.                 O sonho de apoiar a cultura Literária na busca de novos...

Antologia Nasce um Poeta.

              Antologia Nasce um Poeta.         Publicação pela Editora Sampa.         Outubro de...

Metáforas da Vida.

 Publicação 18 de Fevereiro de 2015.             Este livro traz em seu contexto a metáfora da vida real.         Em minha adolescência ouvi de um professor a afirmação que eu deveria morar entre os Índios, pois lá era o...

Instinto de Sobrevivência

Instinto de Sobrevivência   Lançamento pelo Clube de autores, primeira edição, 17 de setembro de 2013.  

Antologia Além do Olhar.

Antologia Além do Olhar.   Publicação pela Editora Celeiros de Escritores, Janeiro de 2014.  

O Lamento de José.

O Lamento de José.     Lançamento dia 17 de março, em ebook Pela Editora Saraiva, dia 27 de Março e dos dos peles Editora, Clube de Autores.    Neste dia a literatura Brasileira conhecerá o novo jeito de escrever Romances.  ...

Poemas, crônicas e textos de diversos Autores.

Vinícius Reis

    O texto é ótimo, porém com um nível cultural de verbetes e uma singularidade muito expressiva, posso afirmar que a compreensão só dará aos leitores elevados de cultura, por sua complexidade na estrutura.     Mas esta minha humilde opinião não é negativa, e sim,...

Vanessa Sant'Anna da Silva.

        Convido a todos os amigos a conhecerem esta escritora que aqui apresento, pois quando iniciei minhas publicações, ela foi a primeira a me presentear com a sua saudação e o apoio literário. Tenho pela escritora Vanessa Sant'Anna da Silva, um imenso...

A Promessa

        Um rapaz de Cascavel - PR comprou uma moto mas não tinha habilitação, passeando com sua moto pela BR 277 vendo uma blitz da PRF de longe, não tendo como voltar ele desceu da moto e foi empurrando. Passando pela blitz o policial o chamou mas ele já foi logo...

Tanea Fragoso.

        Quero apresentar o trabalho desta grande poetisa, que descreve os sentimentos e a sensibilidade feminina nas linhas de seus poemas. Conheça um pouco do trabalho da Escritora Tanea Fragoso, conforme as copla dos poemas de sua página.     Teu...

Roberto Ferrari.

Doce Paixão   Olhos de paixão Um sorriso convidativo Em uma fração de segundos Nossos corpos tremem por inteiro  Nossas almas se incendeiam O calor toma conta de nossos corpos Nossos corações denunciam É paixão... Desejo de estar junto Chama incontrolável  Que faz arder nosso...

Adoração em Santidade por Fabiana Miranda.

        Quando nos falta o sentimento e a solidão toma conta de nós, deixando-nos no caminho da tristeza e da falta de esperança, Deus nos colhe em seus braços e nos carrega por caminhos entre espinhos e pedregulhos, porém em Seu caminho não existem atalhos,...

Sueli Teresinha do Rocio Schulka.

       Pelo caminho literário encontramos poetas e poetisas, escritores da vida e de sonhos, e com este carinho quero apresentar a poetisa Sueli  Schulka.   É natural de Curitiba (PR), onde vive e trabalha . Poetisa e Ativista Cultural. Graduou-se em...

Poetisa Sandra Pires

ABRAÇA-ME Ontem foi noite de lua cheia intensa... Transformando em magia tanta felicidade. Nosso momento extremo exalando amor. na essência que me fez apaixonar. Levando contigo minha alma Abraça-me quero este amor que estou vivendo dure para sempre. Quero-te tanto, quanto tu me queres cada...

Lúcia Helena.

        Uma obra, uma história, um destino decorrido de sonhos ou da experiência da vida?         Pelo caminho literário encontramos poetas e poetisas, escritores da vida e de sonhos, e com este carinho quero apresentar...

EDU LAZARO.

        Eduardo Brancaglioni Marquetti Lazaro conhecido por Edu Lazaro entre os amigos e o meio literário, é morador da grande São Paulo.         Estudante de Psicologia na Anhanguera Educacional; Eduardo encontrou em...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>