ISSUU- Revista Divulgar Escritor.

16/02/2014 17:13

               

Participação da edição especial em comemoração de um ano um de Divulga Escritor.

  

Participação Especial

 

Escritor Leandro Alves

Página 43

 

 

Romance escrito em versos é sucesso entre leitores

 

 

 

Um Mistério...

Dois Irmãos...

Um desabafo...

Só um assassino!

“O Lamento de José” traz a

história de dois irmãos envolvidos

em vários mistérios, mas com

algo a mais em seu contexto.

Este romance se diferencia

de todos os outros, porque surge

da união do romance dissertativo

e o encanto poético das rimas,

sendo esta a principal diferença

que faz com que ”O Lamento

de José” seja reconhecido por

alguns acadêmicos, como uma

nova forma literária que está surgindo

no país.

Este romance é composto por

360 estrofes, totalizando 1.510

versos distribuídos em 68 páginas,

trazendo consigo toda beleza

poética e, instigando o leitor a

tentar descobrir na próxima estrofe

o final deste drama criada

pelo escritor, mas que só será revelado

nos últimos versos.

O romance faz parte da Trilogia

“Contos de Leandro Campos

Alves”, que já possuem outros

volumes prontos para edição, no

qual o escritor revela que ao final

da série, toda a Trilogia será unificada

em um único volume.

Um romance investigativo,

envolvente, criativo e misterioso.

Conheçam um pouco de sua

estrutura.

Está nascendo uma nova maneira

de contar histórias, escrever

poemas e narrar contos. O conto

de Leandro tem na formação de

seu conteúdo, uma narrativa com

dialeto local, coloquial, estruturados

em versos.

O conto não mata as normas

da língua portuguesa, ele tem

como objetivo acrescentar e, trazer

mais próximo da realidade as

narrativas, para se aproximar da

fidelidade.

Nele há flexibilidade nas concordâncias

verbais e nominais, pois

o narrador tem a liberdade de se

expressar, porque ele serve como

instrumento do conto, repassando

ao leitor a história vivida.

No conto pode-se também

relatar palavras regionais com algum

erro ortográfico, conforme a

conversa dos personagens dentro

da história.

A narrativa tem uma estrutura

mínima de trinta estrofes, e

não tem limites para seu encerramento.

O narrador da história

pode interromper a narração

em seu meio, para se expressar,

podendo-o expressar seus pensamentos

em versos, ou em dissertação.

O conto de Leandro trás a liberdade

da expressão, mas respeitando

as regras de um romance,

que tem que possuir início,

meio e fim.

A verdadeira união do poema,

romance, narrativa e conto,

tudo expresso por esta nova forma

literária.

Conheça o conto, O Lamento

de José, e descobrirá o conto de

Leandro Campos Alves.

Fiquem com Deus e Boa leitura.

 

Para ler a entrevista na integra acessem e boa leitura:

 

               Entrevista Divulgar Escritor, edição especial de Natal.

               Revista vinculada em Portugal, 2013.

              Acessem o link e boa leitura.

issuu.com/estampapb/docs/revista_divulgar_escritor_ed_04/43?e=3702430%2F5947486